1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Idoso que faz dieta sem exercício perde massa muscular, diz pesquisa

27 de setembro de 2008 comente

JULLIANE SILVEIRA
da Folha de S.Paulo

Uma dieta com restrição calórica não é suficiente para manter a boa saúde de idosos acima do peso, de acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de Pittsburgh e publicada no "Journal of Applied Physiology" neste mês.

Os pesquisadores constataram que idosos que diminuem a ingestão de alimentos sem fazer exercícios perdem mais massa magra.

Durante quatro meses, foram avaliadas 64 pessoas entre 60 e 75 anos de idade que eram obesas ou tinham sobrepeso, divididas em grupos que aliaram dieta a exercícios, que só controlaram a alimentação e que apenas praticaram atividades físicas. "Vimos que os idosos que perderam peso sem praticar exercícios não aumentaram a habilidade de queimar gorduras em comparação com os que também fizeram exercícios", disse à Folha Francesca Amati, líder da pesquisa.

Os resultados também mostraram que os idosos que só fizeram dieta tiveram diminuição de peso resultante da perda de gordura e de massa magra. Já os que combinaram dieta com exercício perderam basicamente gordura.

A partir dos 40 anos de idade, o organismo tende a trocar massa muscular por tecido adiposo, intensificando essa troca depois dos 60 anos, explica Carlos André Freitas dos Santos, coordenador do Ambulatório de Promoção da Saúde da disciplina de geriatria e gerontologia da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

A perda dos músculos pode trazer problemas de locomoção. "Não é raro ver idosos com mais de 80 anos sem doenças graves terem limitações de mobilidade, não conseguirem preparar refeições ou se levantarem da cama simplesmente por serem sedentários", diz.

A melhor forma de driblar a diminuição natural da musculatura é praticar exercícios de resistência, como a musculação e o pilates, por exemplo. Combinados a um exercício aeróbico no mínimo três vezes por semana, auxiliam na formação de massa muscular e trazem impacto positivo na prevenção de osteoporose, problemas de memória, concentração e atenção e transtornos psicológicos.

Antes de começar a se exercitar, no entanto, o idoso deve procurar um médico para uma avaliação clínica --qualquer especialista que conheça as particularidades dessa faixa etária pode ajudar.

Quanto à dieta alimentar, Santos explica que há variações caso a caso, mas que é possível perder peso apenas adquirindo hábitos saudáveis. Fracionar a alimentação em cinco refeições diárias, consumir no mínimo seis porções de vegetais por dia, evitar guloseimas e embutidos e não ingerir comidas pesadas à noite já ajudam.

"Observo que idosos com sobrepeso possuem maus hábitos alimentares e, com pequenas mudanças na alimentação, conseguem ajustar o peso", afirma Santos.

FONTE: Folha UOL (26/09/2008 - 10h42)

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget