1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

O Dr. Google, está precisando de uma reciclagem - por Silvia Masc

6 de março de 2013 13 comentários

Não desabono o Google como fonte de pesquisa para qualquer assunto, porém é bom lembrar que em qualquer pesquisa seja sobre qualquer assunto, convém verificar também a qualidade e a credibilidade da fonte da informação, porque, é comum circularem textos dando a autoria à quem nunca as escreveu ou disse qualquer palavra sobre o assunto. Na internet, qualquer pessoa pode inserir informações, e nem sempre isso é feito com responsabilidade.

O escritor Luiz Fernando Veríssimo, disse em entrevista, que circulam na Internet aproximadamente 400 textos, que jamais foram escrito por ele, vocês já devem ter recebido por e-mail um texto muito bem humorado e bem escrito intitulado O desafio da Gordura de autoria da Jornalista Rosana Hermann, do blog Querido Leitor, que circula pela rede como sendo do músico Herbert Vianna, que já afirmou nunca tê-lo escrito, nesse caso está sendo tirado da autora os créditos da idéia, da elaboração do texto etc. é grave, sim é, no mínimo falta de respeito com a autora, e essa apropriação do texto, não foi feita pelo Herbert Vianna, mas por alguém que não checou a autoria.

Agora em se tratando de saúde, a situação é mais grave. Por razões opostas, você poderá por mau entendimento da informação, ou por não entender a terminologia médica, entrar em pânico por motivos absolutamente infundados, ou entender que o seu problema não é grave e não requer acompanhamento, ou até passar a automedicar-se com medicamentos inapropriados, enfim, complicar mais ainda, ou tomar decisões baseadas em informações errôneas, complicando o que era simples, além da possibilidade de te levar à uma situação de estresse absolutamente desnecessária.

Segundo André de Faria Neto, historiador da Fiocruz, “a grande virtude e o grande problema da internet é a liberdade que temos para inserir informações nela.” Afinal, vivemos em uma época com muita oferta de conteúdo, mas com poucos filtros capazes de avaliar o que pode ou não ser aproveitado. Neste sentido, perdem aquelas pessoas que ainda não possuem o discernimento necessário para selecionar o que realmente interessa. Ou seja, quem não tem um grau de instrução razoável para interpretar determinadas informações pode acabar se prejudicando ao seguir orientações vindas de fontes pouco – ou nada – confiáveis. E as consequências são bem preocupantes quando este indivíduo decide sair em busca de referências sobre a sua saúde, via Google.

André de Faria Neto relata também um projeto interessante que a Fiocruz está desenvolvendo, cujo principal objetivo é o de “formar o paciente informado” .

Confira o vídeo Informação Saudável

O Google certamente tem grande interesse em aprimorar os mecanismos de filtragem para amenizar os riscos de levar informação errada à população. Enquanto isso não acontece, é importante que os diferentes setores da sociedade continuem a cobrar uma solução para o problema. Antigamente, ao procurar o significado de uma palavra em um dicionário de qualidade, não havia qualquer tipo de surpresa. Hoje, na pescaria do Google, fisga-se peixes graúdos, assim como botinas velhas (Dr. Ricardo Teixeira).

Dicas: Se na página que você estiver consultando sobre alguma doença, citar algum medicamento e na própria , ou por redirecionamento você for induzido à comprá-lo, é bom ficar atento, isso é um bom sinal de falta de credibilidade.

Se no artigo que você leu, citar o nome de algum profissional de saúde, verifique se esse profissional existe de fato, se ele publicou algum artigo, em que escola ele se graduou, essa pesquisa pode ser feita aqui: Plataforma Lattes .

Cerque-se de todos os cuidados antes de tomar decisões, e principalmente que a 1a. delas, seja consultar o seu médico, ou um serviço de saúde.

abraços,


.

13 comentários:

Alexandre (médico) disse...

Excelente post.
abraços

poetaeusou . . . disse...

*
já tenho notado que as informações
sobre medicamentos no google, são diferentes
das indicações que acompanham os mesmos,
e muitas vezes contraditórias,
na realidade, há que ter cuidado,
,
grato pela dica,
,
conchinhas,
,
*

Drica disse...

Silviaaaaaa, arrasou...
bjs

Francisco - Porto Alegre disse...

Há muito que eu me preocupava com isso, vinha alertando meus netos e filhos, sobre isso. Vou indicar para eles lerem aqui.

saudações e obrigado

Anny disse...

Sílvia:
Parabéns. É isto aí.

Beijos,
Anny.

Lucinha disse...

Olá meu anjo... Parabéns pela alerta.. deixo meu carinho...Você não está sozinho.

Os seus anjos de guarda, os bons espíritos, sob as ordens de Deus, dão-lhe ininterruptas idéias de progresso, paz e felicidade.

São bênçãos em cascata.
Quando uma idéia lhe vêm a cabeça, analise se é para o bem ou para o mal. Se for para o mal, ponha-se uma idéia do bem sobre ela e a suplante.

Você tem livre arbítrio.
A escolha é sua e as consequências também, mas não se esqueça de que o bem produz alegrias e o mal, tristezas.

Aproveitar as boas idéias é agradecer aos anjos de guarda.

Lourival Lopes
beijinhos..

João Ricardo disse...

Segundo o doutor google eu era portador de:

esquizofrenia;
aids;
esclerose múltipla;
glaucoma;
diabete miellitus;

A "hipocondrice" me levou quase ao desespero. Hoje, só me consulto com médicos (no plural mesmo) de verdade e faço exames regularmente. Recomendo isso a todos.

Ainda parabenizo pelo interessante blog! Vida longa a todos nós.

Abraços, João

Iolanda disse...

Que feliz coincidência. Estava justamente interrogando Dr. Google a respeito de problemas urinários qdo resolvi dar uma olhadinha no blog. Vi a sua foto na galeria de seguidores e cá estou, dinte deste post maravilhoso. Gostaria de publicá-lo no meu - (com os devidos créditos, naturalmente)- e para isto peço a sua autorização. Abraços.

Iolanda disse...

Oi, Sílvia. Publiquei o seu post. Obrigada pela gentileza. Veja lá se está do seu gosto. Tenha um ótimo feriado. Beijão.

Clau disse...

É preciso ter muito cuidado mesmo,legal o alerta Silvia.Abraços.

Morbid_Angel disse...

Otima informacaum pra um hipocondriaco como eu e q jah foi vitima do panico q o Dr. Google me causou. Fui pesquisar um sintoma e o Dr. Google qse me mata do coracaum indikndo q eu tinha melanoma da coroide e poderia naum soh perder a visaum, mas o olho todo! Imagine como fikei... arrasado! Qndo na vdd, ao ir ao medico, descobri um cisto cerebral q naum eh poko grave, mas tem controle e naum, naum perderei meu olho gracas a Deus, ele fikra aki.
Temos msm q aprender a filtrar as informacoes dadas. Outra coisa q sou super contra saum os testes de transtorno mental, as perguntas saum taum cotidianas q qlquer um se ve esquizofrenico, bipolar, borderline e sabemos q, na psiquiatria, tudo eh mto complexo e levam-se meses ou ateh anos pra se fechar um diagnostico.
Eu aprendi a licaum, sem contar q jah li verdadeiros manuais de como se matar no google q se cair nas maos de um suicida, pode ser fatal.

baixadaserrana disse...

A internet, de um modo geral, não sómente o google, é um perigo constante. Como qualquer ferramenta (eu sou um metalúrgico de fundo de quintal), ela é ótima quando se sabe manuseá-la. Do contrário, vai se machucar ou ferir-se gràvemente. Todo cuidado é pouco.

Brechique da Dodoca disse...

Oi, querida!

Texto supimpa! Vou recomendá-lo feliz da vida!
Parabéns!
Bjsssssssssssssssssss, quérida!

Ocorreu um erro neste gadget