1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Devemos todos ter cautela no uso de remédios.

7 de novembro de 2008 comente


A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está alertando os idosos sobre os riscos do uso inadequado de medicamentos.

De acordo com a SMS, a média é de quatro remédios por dia, geralmente para tratar diabetes, insuficiência cardíaca, artrose, artrite, hipertensão, entre outras. “Cerca de 90% dos idosos alteram a dosagem ou param de tomar os remédios e por motivos bem variados, como por exemplo a quantidade que torna-se incômoda e a dificuldade para engolir os comprimidos”, explica o médico Jorge Maxta, coordenador da Saúde do Adulto e do Idoso da SMS, que sugere a divisão dos comprimidos maiores em algumas partes para facilitar a ingestão.

As dificuldades visuais que se destacam nessa faixa etária também atrapalham na seleção dos remédios que devem ser ingeridos, o ideal é que o idoso conte com a ajuda dos familiares mais jovens que podem atuar como supervisores.

Afinal, tomando os remédios inadequadamente, a pressão volta a subir, o diabetes fica descontrolado, as dores continuam e por aí segue uma série de complicações para a saúde do paciente. “Se as dosagens e os remédios forem tomados corretamente conforme indicação do médico, a chance de bons resultados para estabilização das doenças é muito maior”, afirma Maxta.

Alternativos

Aparentemente inofensivos e com fama de trazer bons resultados, os fitoterápicos fazem parte da lista dos medicamentos usados indiscriminadamente, de acordo com o médico.

O chá de boldo, chá verde, chá de sene, cápsulas de óleo de alho e cartilagem de tubarão estão no topo dos mais consumidos por conta própria e, normalmente, são fruto de indicações de amigos e das propagandas de televisão e revistas.

Os cuidados ao ingerir os fitoterápicos devem ser os mesmos em relação aos alopáticos (medicamentos tradicionais da medicina). Cabe ao paciente a conscientização em buscar todas as informações a respeito dos medicamentos alternativos com o seu médico e avisá-lo se utilizou algo de passar por cirurgias.

Se tomados sem orientação médica, os fitoterápicos podem ser tóxicos para o organismo, prejudicando o funcionamento do rim, do fígado e até colaborar no surgimento da formação de células cancerígenas. “Além disso, podem ser ineficazes e até interferir na ação do medicamento de uso contínuo”, conclui o médico.

A Tribuna On-line

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget