1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Reaprender respirar corretamente reduz pressão e ansiedade

8 de fevereiro de 2010 3 comentários
O oxigênio existe em abundância em nossa atmosfera e para captá-lo utilizamos o nosso aparelho respiratório. É por ele que parte do oxigênio da atmosfera atinge a nossa corrente sanguínea e chega às células presentes nos diversos tecidos. As células, após utilizarem o oxigênio, liberam gás carbônico que é eliminado na atmosfera também pelo mesmo aparelho respiratório.


Pare e respire fundo. Suspire de alívio. Nessa breve pausa, deixando o ar entrar e sair completamente de seu corpo, você compensou, mesmo que apenas por alguns segundos, um hábito que a maioria das pessoas tem sem se dar conta: respirar mal.

"A respiração é feita em dois compartimentos do corpo: a caixa torácica e a cavidade abdominal. Ao utilizar apenas a parte peitoral, há menos ventilação do pulmão, com gasto energético maior", diz Lara Maris Nápolis, coordenadora do departamento de fisioterapia respiratória da SPPT (Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia).

Segundo Nápolis, pessoas com problemas respiratórios usam essa respiração mais superficial como um mecanismo de compensação à rigidez das musculaturas peitoral e costal e ao diafragma encurtado, que diminuem a mobilidade das costelas e a capacidade de ventilação do pulmão. Mas mesmo as pessoas saudáveis, nos dias de hoje, adotam um padrão respiratório deficiente.

Entre as causas disso, Nápolis aponta o fato de as pessoas ficarem por muito tempo sentadas em posições que comprimem o abdômen e o uso de roupas apertadas, que limitam o movimentação do diafragma.

Para José Roberto Leite, coordenador da unidade de medicina comportamental da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), a respiração correta é como aquela feita por um bebê dormindo, quando percebemos claramente a barriga e o peito subindo e descendo de forma ritmada. Portanto, nascemos sabendo respirar.

"Durante o crescimento, começamos a perceber situações externas como ameaças, às quais o corpo se prepara para "lutar ou fugir", as respostas ao estresse. Uma delas é acelerar a respiração. Como estamos sendo submetidos constantemente às situações estressantes, o padrão respiratório errado acaba se tornando o habitual. Por isso é preciso reaprender a respirar", diz Leite.

A respiração correta permite uma maior troca gasosa (entrada de oxigênio e saída de gás carbônico) entre os alvéolos pulmonares e as veias e artérias. Com mais oxigênio, as células trabalham melhor, garantindo a boa atividade de todas as funções orgânicas.

Além dessa qualidade básica, a boa respiração traz outras vantagens, como desacelerar os batimentos cardíacos, baixar a pressão arterial e diminuir a ansiedade e as respostas orgânicas ao estresse

Por favor, clique nas imagens para ampliar


Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

3 comentários:

Lu Souza Brito disse...

Olá Silvia,

Já conhecia os exercicios e sempre que posso, faço. E por ser uma pessoa demasiadamente ansiosa, procuro sempre respirar corretamente nos momentos mais difíceis (oxigena o cérebro, eu acho) porque na sequencia sempre consigo pensar com mais clareza, ahahah.
Beijos

Ricardo Calmon disse...

Blog diferenciado o seu,de pública utilidade,bem escrito texto e ternamente produzido! feliz por seguidores começarmos, a praticar!

Vivre La Vie!

Anônimo disse...

Só pensei que eu iria comentar e dizer um grande tema, não é o código por si mesmo? Realmente parece excelente!

Ocorreu um erro neste gadget