1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Hidroginástica para a terceira idade

7 de setembro de 2008 1 comentário

Crtl - A
Crtl + A

DRa. DANIELA SIMONE A. OLIVEIRA

Os exercícios físicos em geral podem influenciar no processo do envelhecimento, aumentando a expectativa de vida e a qualidade de vida, melhorando o controle e prevenindo doenças, diminuindo o risco de quedas e promovendo a independência pessoal, tão importante para os idosos.

A hidroginástica é uma modalidade de atividade física que traz inúmeros benefícios para os idosos. Na água há uma facilitação dos movimentos das articulações e da flexibilidade,que aliado ao exercício de baixo impacto,treinamento de força e resistência muscular,treinamento aeróbio e relaxamento fazem da hidroginástica um excelente exercício para esta faixa etária.

Além disso, a hidroginástica promove uma sensação de bem estar, recuperação da auto estima, relaxamento e diminuição das tensões musculares e mentais, sendo um momento importante de sociabilização e recreação. È importante lembrar que a hidroginástica também promove melhora da memória e da *cognição.

* processo ou faculdade de adquirir um conhecimento.

Diversos problemas de saúde podem ser melhor controlados e tratados, com a pratica regular de hidroginástica como dores crônicos, problemas articulares, diabetes, hipertensão, varizes, problemas cardíacos e respiratórios, depressão, Parkinson. Com o melhor controle do peso, aumento da força e resistência muscular e diminuiçao das tensões musculares e mentais em geral essas doenças podem ser também prevenidas.

Antes de começar uma atividade física é necessária uma avaliação médica cuidadosa. É o medico que poderá detectar qualquer impedimento para a realização das atividades como problemas cardíacos, ortopédicos, respiratórios entre outros e que poderá orientar qual exercício é mais adequado para cada um.

È importante também que o idoso encontre um exercício que ele realmente goste, sinta-se a vontade e feliz. Alguns idosos, por exemplo, tem muito medo de piscina e podem sentir-se melhor em exercícios no solo.

De qualquer maneira e bom lembrar que o exercício não pode ser prolongado na existência de dor, não pode levar a exaustão ou ultrapassar a amplitude máxima dos movimentos mesmo sendo realizado na água.

A atividade tem que ser prazerosa e cada uma tem que aprender a respeitar os limites de seu corpo para tirar o máximo proveito desta atividade tão benéfica!


AS INFORMAÇÕES SOBRE SAÚDE DISPONÍVEIS NESTE BLOG TEM O PAPEL DE ORIENTAR E NUNCA SUBSTITUIR, A RELAÇÃO EXISTENTE ENTRE OS VISITANTES DO BLOG E OS SEUS MÉDICOS E/OU PRESTADORES DE CUIDADOS DE SAÚDE


1 comentários:

Olga disse...

Bastante elucidativo,Parabéns!

Ocorreu um erro neste gadget