1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Qual o seu tipo de pisada? Identifique seu tipo,é útil para prevenir lesões e dores na coluna.

4 de setembro de 2008 1 comentário
Crtl - A
Crtl + A
Altera o tamanho das letras

Tipos de Pisadas

Atualmente no mercado existem modelos de tênis de corridas específicos para determinados tipos de pisadas. Uma das principais preocupações de um corredor ou de um caminhante, é utilizar o tênis adequado para seu tipo de pisada. Esta preocupação justifica-se, pois o tênis adequado pode evitar lesões.

Como saber qual meu tipo de pisada?
Existem laboratórios de biomecânica com aparelhos específicos que podem avaliar com exatidão a pisada do corredor. Porém esta avaliação não é acessível a todos os corredores.

Veja algumas dicas que podem fazer você conhecer o seu tipo de pisada.
Primeiramente vamos caracterizar os tipos de pisadas que são : pronadora, neutra e supinadora.

Pronadora: A pisada é iniciada no lado externo do calcanhar ou um pouco mais para dentro e rola excessivamente para o lado interno (região do dedão). Podem haver pronadores moderados e severos.

Neutra: A pisada é iniciada no lado externo do calcanhar e rola ligeiramente para o lado interno ( região da planta do pé )

Supinadora: A pisada é iniciada no lado externo do calcanhar e se prolonga pelo lado externo ( região do dedinho ). Pode haver supinadores moderados e severos.

Esses tipos de pisadas são estabelecidos por especificidades da anatomia de cada corredor.
Uma dessas especificidades é do tipo de pé que o corredor possui que podem ser: plano, normal e cavo. Para saber qual tipo de pé possui, umedeça seu pé e pise em uma folha de papel, e após isto faça o contorno da marca com uma caneta e compare com o quadro:



Lembrando que no quadro os exemplos são de pés direitos.

pé plano apresenta tendência para a pronação.
pé normal apresenta tendência para a pisada neutra.
pé cavo apresenta tendência para a supinação.

Deixando claro que o tipo de pé apenas representa uma tendência para uma determinada pisada, pois outros fatores como joelhos varos e valgos, ângulo entre joelho e quadril e também a flexibilidade das articulações, influenciam na pisada, fazendo com que apesar da tendência que o tipo de pé oferece a pisada, ele na verdade pise de outra maneira. Aliás esta avaliação é um pouco imprecisa mas de muita praticidade.

Uma outra maneira de sabermos qual tipo de pisada que possuímos é compararmos o desgaste de um tênis que usamos com o quadro abaixo.



É interessante que esta comparação seja feita com um tênis neutro e não muito desgastado.

Pesquisa e imagem: Augusto Cesar Fernandes

1 comentários:

magda de souza disse...

Parabéns, Silvia, pela iniciativa. Seu texto foi bastante elucidativo. obs: Aproveitando, dá um beijo nos seus pais pra mim.
Sua fã, magda

Ocorreu um erro neste gadget