1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

No YouTube, viúvo de 81 anos tem vídeos entre os mais vistos

17 de novembro de 2008 comente

Um pouco depois de ficar viúvo, o inglês Peter Oakley, 81, começou a usar a internet. Queria deixar de lado a solidão que tinha tomado conta da casa onde morava com a esposa, em Derbyshire, Inglaterra.
Mal sabia que a simples vontade de navegar iria transformá-lo em uma celebridade da internet. Há dois anos, Oakley mantém um dos canais mais populares do YouTube, o geriatric1927 (br.youtube.com/geriatric1927), que tem cerca de 49 mil assinantes.

"Eu era um viúvo vivendo sozinho. Quando comecei a usar o computador, queria fazer amigos", disse Oakley em entrevista por telefone à Folha.

Primeiro, o engenheiro mecânico aposentado perguntou a blogueiros chineses se eles queriam treinar o inglês. Um pouco depois, foi apresentado ao YouTube. "Sempre me interessei por design gráfico, fazia slideshows com fotos da família. Pensei que poderia ser mais interessante fazer vídeos."

Com uma webcam e embalado por um blues, Oakley se apresentou ao mundo para fazer "queixas e resmungos geriátricos". Pois caiu nas graças dos internautas, falando sobre sua juventude durante a Segunda Guerra Mundial, jovens e drogas e até dando lições de sexo. "Não esperava nada do que aconteceu. Esses sites, redes sociais, são dominados por jovens. Pensei que eles iriam rir de mim."

Oakley fez os amigos que queria -alguns saíram da Índia para visitá-lo- e recebeu propostas de casamento. "Isso fez minha vida ficar bem ocupada. Mas a alternativa seria ficar solitário. Hoje, entendo mais a vida e fico feliz com essa comunicação entre gerações."

Oakley nem faz idéia se seus filhos e netos acompanham os vídeos -"devem achar que vejo coisas imorais", ri. Mas confessa que a família prestou bem mais atenção ao seu passatempo quando ele disse que iria ao escritório do Google conhecer Elizabeth 2ª, a rainha da Inglaterra. "Ela é uma bela senhora, fiquei impressionado." (DA)

No Youtube ainda não tem vídeos disponíveis em português, mas quem quiser conhecer o Sr.Peter Oakley, clique aqui .
Fonte: Folha de São Paulo (Acesso disponível para assinantes)

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget