1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Travesseiro correto ajuda a reduzir ronco, dores e cansaço

14 de novembro de 2008 1 comentário
Uma boa postura e a escolha adequada do travesseiro e também do colchão ajudam a ter uma boa noite de sono. Um sono reparador, como dizem os médicos. A posição correta ou mais confortável é aquela que alinha o corpo e o pescoço, ou seja, a cabeça deve estar na mesma linha horizontal do resto do corpo.

Isso pode ser facilitado nas seguintes posições: de lado, com um travesseiro que mantenha o pescoço reto, ou com as costas apoiadas sobre o colchão, também usando um travesseiro que não deixe o pescoço muito acima da linha do corpo nem "afundado" no travesseiro, abaixo dessa linha horizontal imaginária.

É recomendável, por isso, evitar travesseiros muito duros ou muito altos. "Independentemente de a posição ser a correta, o importante é a pessoa se sentir confortável. Não adianta dormir de barriga para cima se a pessoa não acordar no dia seguinte revigorada", alerta o ortopedista Gilberto Hiroshi Ohara, do departamento de ortopedia da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

Nessa linha, fica mais fácil entender por que dormir de bruços pode ser prejudicial. "A barriga para baixo faz uma pressão sobre os ombros, e a pessoa gasta energia para manter essa posição, assim como gasta energia para manter as pernas junto aos joelhos, por exemplo. Gastar energia significa não descansar durante o sono", afirma.

Ainda segundo ele, ao longo dos anos as posições inadequadas podem gerar algum problema na coluna ou no pescoço - o famoso torcicolo. As dores podem aumentar, e o correto é procurar um médico para corrigir o problema.

Assim como um travesseiro muito alto, um colchão muito duro pode ser prejudicial. "Passamos um quarto do dia dormindo - de seis a oito horas. Um colchão duro, portanto, não favorece o sono", diz.

Além disso, a pneumologista Luciana Palombini, do Instituto do Sono da Unifesp, lembra que não dar sustentação correta ao pescoço pode favorecer o aparecimento do ronco e da apnéia - parada momentânea da respiração durante o sono.

Para quem é alérgico, o cuidado com o travesseiro e com o colchão deve ser redobrado. A poeira, e conseqüentemente os ácaros, devem ficar bem longe. Usar capas em travesseiros e colchões e lavá-las com freqüência ajudam a diminuir a poeira, diz ela.

O ortopedista diz que as dores na coluna ou no pescoço não estão ligadas sempre à posição de dormir ou com o tamanho do travesseiro. "Pode se tratar de uma hérnia de disco ou de um tumor." Segundo ele, uma ressonância pode diagnosticar o problema e favorecer o tratamento correto.


AS INFORMAÇÕES SOBRE SAÚDE DISPONÍVEIS NESTE BLOG TEM O PAPEL DE ORIENTAR E NUNCA SUBSTITUIR, A RELAÇÃO EXISTENTE ENTRE OS VISITANTES DO BLOG E OS SEUS MÉDICOS E/OU PRESTADORES DE CUIDADOS DE SAÚDE.

1 comentários:

Mariana disse...

Olá, Silvia, tudo bem?
Menina, travesseiro pra mim sempre foi um problema, nunca me adápto com nenhum, por mais caro ou melhor que seja.
E sempre volto pro meu velhinho,,,rsss,,,,,,,,

Obrigada pelo site que indicou.
Vc é uma simpatia, sabia?

Um beijo e ótima sexat-feira pra vc e pra toda a sua família.

Ocorreu um erro neste gadget