1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Idosos e depressão

2 de julho de 2009 4 comentários


Estresse, má alimentação, excesso de álcool, tabagismo e falta de tempo para cuidar da própria saúde são alguns dos fatores que contribuem para chegar à velhice doente. "As patologias que acometem os idosos são crônicas, muitas vezes, relacionadas ao estilo de vida da atualidade. Tudo que mudou na sociedade faz com que as pessoas tenham precocemente determinadas doenças", avalia a geriatra Regina Mesquita.

A perda de autonomia e independência são as principais consequências. "As doenças mais comuns na terceira idade, que geram esse quadro, são as cardiovasculares: isquemia cardíaca, infarto, derrame e pressão alta, além das articulares e ósseas", afirma a médica. Segundo a especialista, o mais importante é a prevenção durante toda a vida. "O cuidado não deve começar aos 60 anos. É preciso promove saúde, fazer atividade física e não ter vícios, para evitá-las", aconselha.


Outro problema comum na terceira idade é a depressão. A psicóloga Cristiane Palma explica que, no final da vida, todas as potencialidades da pessoa aumentam. "Se o idoso teve uma depressão na adolescência ou na vida adulta, na terceira idade é mais provável que tenha novamente do que quem nunca teve. Se estou ocioso e percebendo que minha vida está chegando ao fim, eu posso ficar deprimido", reflete a psicóloga.

Causas

idoso feliz
Procurar uma atividade prazerosa ajuda a evitar a depressão na terceira idade
Lidar com a possibilidade da morte e o modo que cada um tem de interpretar as dificuldades da vida fazem parte das causas. "Reações emocionais a grandes situações ou aquilo que é pequeno, mas a pessoa tem uma interpretação muito grande. Na terceira idade, o indivíduo está muito mais sensível a determinadas ideias que podem baixar a serotonina. O ser humano tem uma forma de lidar com a morte muito esquisita. O animal não tem a consciência de que vai morrer, já o ser humano tem. Tudo depende muito de como cada um interpreta a situação", destaca.

Como superar

A primeira atitude é procurar o tratamento com um geriatra. "Existem medicamentos que não são indicados para os idosos. Esse médico entende o idoso como um todo. Terapia em grupo é a indicada porque com o idoso tudo tem que ser muito rápido, é uma luta contra o tempo. A depressão tem cura. Se ela apareceu na terceira idade tem como curar. Se for crônica, fica mais difícil", observa.

Independente de ser idoso ou não, fazer atividade física regular é importantíssimo. "Atividade que dê prazer, nem que seja duas vezes por semana é fundamental. Porque quando na terceira idade chegarem àquelas ideias de que ninguém me ama ou sou improdutivo, a pessoa tem no cérebro os hormônios regulados. A atividade física vai estimular a liberação da endorfina e você vai ficar com o bem-humorado", orienta a psicóloga.

Por: Laila Magesk

4 comentários:

SILMARA´R disse...

É lamentável... essa doença...
Eu faço tratamento p essa doençça há masi ou menos uns 14 anos, e já´é difícil, p mim q ainda sou moça, imagino p um idoso, deve ser mais doloroso...
Mas tem que tratar, e a família tem q dar uma força tbém...
Sucesso, querida...

BarbieGirl disse...

Obrigada pelo voto e pelo carinho!!!

Muitos beijos

Beth/Lilás disse...

Muito bem lembradas essa nuances por que passam a marioria dos idosos. Eu vivo de olho na minha mãe para que ela não enverede pelo caminho da depressão, pois desde que conseguimos demovê-la da idéia de morar sozinha no seu apartamento do RJ e ir morar com minha irmã e o marido na Região dos Lagos, temos promovido sessóes de hidroginástica, festinhas para ela participar, incentivo a que ela vá a sua igreja e se envolva com outras pessoas, etc. e tal.
Mas, sinto que às vezes ela sente falta da autonomia e independência que tinha, mas depois de 3 quedas com pé quebrado, não dava mais para a gente permitir que ela continuasse morando sozinha e andando de ônibus numa cidade como o Rio. Esperamos estar agindo de forma a que ela sinta nosso amor e não o cerceamento à sua vida.
beijinhos cariocas

marcilioII disse...

Silvia,
Seu blog o descobri qdo tentava inscrever o meu no TopBlog. Coloquei-o imediatamente no meu "favoritos"e me registrei como seguidor. Preciso dizer mais alguma coisa?

Ocorreu um erro neste gadget