1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Depoimentos curtos, sábios e emocionantes sobre o envelhecimento.

27 de setembro de 2009 10 comentários

Hoje, se comemora o Dia Internacional do idoso, pensei muito sobre o que postar, me ocorreu então de pedir a algumas pessoas, que respondessem 5 perguntas sobre o envelhecimento, e ao ler, me sinto muito feliz por ter tido essa idéia, já que as respostas foram sábias e emocionantes.

Agradeço, à Leny ao Alexander, Benício, Arthur, Luiz e ao Milton, pela gentileza, bom humor e riqueza das respostas.

Beijo carinhoso à quem respondeu e à quem vai ler.

Leny Cuoco de Carvalho (São Paulo - SP) 62 anos
O que é envelhecer?
R: Quando era muito jovem, adorava brincar de pular corda com meus amigos.
Hoje, posso até pular, mas estou virando a corda e sentindo o mesmo prazer.
Amanhã estarei sentada olhando as pessoas pulando e virando a corda me divertindo muito também.
Envelhecer é aceitar e conviver com a realidade, da melhor forma possível.
A senhora se vê reproduzindo modelos que seu pai lhe ensinou?
R:Sim, muitos deles...papai é o eterno conselheiro da família e dos amigos...exemplo a ser seguido.
A senhora pratica esportes?
R:Sim , caminhadas
E como a senhora lida com o envelhecimento?
R:Envelhecimento é uma realidade que felizmente podemos escolher como conduzir.
O que de mais importante a senhora aprendeu na vida, até agora?
R:Aprendi que o nosso maior tesouro são os amigos, a família, bons costumes, bons programas, freqüentar bons ambientes, ensinar e aprender sempre.Estes são os alicerces mais importantes para uma vida equilibrada e feliz.
"O amor é tudo"
Alexander Striemer (São Paulo – SP) 81 anos
O que é envelhecer?
R:Envelhecer é um processo natural,pelo qual todo mundo passa.O jeito, como em qualquer idade ,é to make de best of it!
O senhor se vê reproduzindo modelos que seu pai lhe ensinou?
R:Sim,mas os tempos e hábitos mudaram muito.O que eu guardo dele,é de tentar sempre agir correto.Existem valores que ele me ensinou e que nunca mudarão.Estou um pouco frustrado ,que não herdei o talento musical dele.
O senhor pratica esportes?
R:Não bastante,Faço três vezes por semana ginástica fisioterapêutica,mas devia caminhar muito mais.
E como o senhor lida com o envelhecimento?
R:Estou aceitando este processo naturalmente pois ele acontece aos poucos.Sinto um pouco falta do meu sempre muito agitado trabalho,mas tento manter meu cérebro em movimento,lendo,escrevendo e convivendo com pessoas mais jovens.As vezes fico bravo comigo,quando as minhas pernas fazem questão de me lembrar dos meus 81 anos ou me falta uma palavra ou um nome,que deviam ser arquivadas no meu cérebro. Ou quando procuro uma coisa que está na minha frente rs.E cultivo sempre um pouco da "criança no homem" em mim.
O que de mais importante O senhor aprendeu na vida, até agora?
R:Que quase nada na vida é definitivo,nem as coisas boas ou as ruins.Que a capacidade de se apaixonar por alguém ou por alguma coisa persiste, mesmo na terceiro idade,talvez com menos quantidade mas com mais qualidade.E que a gente normalmente se lembra apenas das horas felizes do passado,colocando as tristes para o escanteio.E que o bom humor,que ,graças a Deus, normalmente tenho,ajuda muito!
Luiz Laerte Fontes – (São Paulo-SP) 65 anosO que é envelhecer?R:É um processo da vida. De um lado pode ser triste perceber as mudanças físicas (de mobilidade, de resistência, de equilíbrio e no aspecto do corpo). De outro, é estimulante sentir que, como em qualquer fase da vida, é possível encontrar amizades, conquistas, prazeres. Me vejo entrando de carro numa rua. Gostaria de fazer um determinado caminho mas a via é de mão única e não permite que eu o faça. É a lei, obedeço, mas entendo que, mesmo assim, consigo chegar onde quero.Você se vê reproduzindo modelos que seu pai lhe ensinou?R:Os grandes ensinamentos vêm dos exemplos. Sem dúvida, alguns eu procuro reproduzir, outros fazer de forma diferente. É o mesmo que espero de meus filhos.Você pratica esportes?R:Vou começar um na segunda-feira... Bem, atualmente não tanto. Mas não me considero MUITO sedentário, mesmo porque sei da importância dos esportes.Como você lida com o envelhecimento?
R:Isso me lembra uma história, não sei se verdadeira. Perguntaram à princesa Metternich (1836-1921), lindíssima na juventude: "Em que idade uma mulher deixa de se interessar pelo sexo?". Ela respondeu: "Não sei. Tenho apenas 65 anos." Então, sobre como lido com envelhecimento: só poderei responder quando chegar nele. Tenho apenas 65 anos.
O que de mais importante você aprendeu da vida até agora?R:Que ela é uma grande escola que funciona 24 horas por dia e que tem, sempre, muito a ensinar. Basta querer aprender.

Milton Fetter (NJ – USA) – 51 anosO que é envelhecer?Não sei. Eu só tenho 51 anos !O senhor se vê reproduzindo modelos que seu pai lhe ensinou?Claro que sim.. mas do meu jeito, não no dele..O senhor pratica esportes?Pergunte ao meu super ativo " Personal Trainer " . Mas, cuidado, ele só tem 5 anos !E como o senhor lida com o envelhecimento?Quando ele chegar, eu me preocupo com isso. Por enquanto, estou muito ocupado com a minha vida...O que de mais importante O senhor aprendeu na vida, até agora?Não sei responder.. ainda não cheguei no ponto de fazer um "resumo"...

Benício Lopes da Silva (Caruaru - PE) 76 anos

O que é envelhecer?
É sentir que o corpo não faz mais o que a mente deseja.

O senhor se vê reproduzindo modelos que seu pai lhe ensinou?
R:Perdi minha mãe com 16 anos de idade. Ela morreu aos 38 anos, de parto do 18º filho. Éramos uma família sem muito recursos e meu pai não sabia lidar com a numerosa família. Saí cedo de casa, para cuidar da minha vida, vivendo em casa de terceiros. Mas o que mais me marcou em meu pai, foi sua determinação ao trabalho, para sustentar todos, embora precariamente.
O senhor pratica esportes?
R: Até cerca de dois anos atrás, fazia caminhadas. Hoje, por conta de algumas limitações, sequelas de uma cirurgia para colocar 2 pontes de safena, parei um pouco, mas tô retomando, embora com o cansaço físico que isso dá. Mas é melhor que tomar medicamentos para o sono.

E como o senhor lida com o envelhecimento?
R:Tento ser útil dentro de minhas possibilidades. Na casa dos filhos, fico fuçando em busca de torneiras com vazamento para consertar, ou outros pequenos reparos. Também fiz uma horta nos fundos da casa de um filho, que cuidava regularmente até antes da cirurgia, hoje abandonada. Tento não ficar ocioso... Ocupar a mente.

O que de mais importante O senhor aprendeu na vida, até agora?
R:Que vale a pena viver. Quando da cirurgia, passei 71 dias internado, sendo 22 deles numa UTI. Mas eu sempre sabia que ia sair dali. Essa determinação, ajudado pela fé e pela força de meus filhos, parentes e amigos, de dava a certeza de que vale a pena viver.
Arthur Schneider – (São Paulo – SP) 51 anosO que é envelhecer?R:Envelhecer é um processo seqüencial, individual, irreversível mas não é doença.Você se vê reproduzindo modelos que seu pai lhe ensinou? R:Sim, transmito alguns modelos, mas procuro ser um pai melhor do que meu pai foi para mim. Mostro que sou um ser humano igual, apenas com mais vivência.Você pratica esportes?R:Nado e caminho diariamente.
E como você lida com o envelhecimento?
R:É viver o presente de olho no futuro. É preciso ver que o cabelo branco é normal, que a pele flácida é normal. Claro que o esporte pode me deixar melhor, mas tenho que admitir que o tempo está passando. E dar graças a Deus de não ter morrido antes. Só envelhece quem não morre. É inevitável envelhecer e tenho que corroborar com o inevitável, aceitando que é algo normal da vida, assim como o sol nasce todas as manhãs, como a chuva cai na terra e não o contrário. O ser humano também é assim. Não dá para tentar ser jovem indignamente até o fim da vida.


O que de mais importante aprendeu na vida?R: Que só é velho, quem perdeu a disposição para aprender e ensinar. E como diz a moça, dona desse blog: " Não podemos ser todos bailarinos, mas, todos nós podemos dançar"

10 comentários:

Cristiane A. Fetter disse...

Que legal Silvia, estas respostas mostram como cadê indivíduo vê seu envelhecimento e como o meio interfere nisso.
Parabéns pela ideia.
bjks

Anônimo disse...

Percebo que todos aceitam de forma serena, menos eu, preciso aprender com eles

parabéns

Edgar disse...

Foi mesmo uma boa idéia, essas pessoas mostram que pode ser melhor do que pensamos.
Valeu

Beth Q. disse...

Belíssimos depoimentos de vida e sabedoria!
Hoje foi o aniversário de 75 anos de minha sogra, fomos lá para parabenizá-la e levar nosso carinho.
Acreditamos que o que mais incentiva o ser humano é saber-se querido e lembrado.
um super abraço a todos e beijos cariocas
da Beth Q.

Lúcia Soares disse...

Oi, Silvia. Envelhecer é um processo de sabedoria. A cada dia envelhecemos, independentemente da idade em que já estamos. Pra mim, o corpo anda sentindo, há uma preguiça que não consigo taxar de "da idade".
Infelizmente o que não consigo é praticar uma atividade física. (Mas, pensando bem, ficar por conta de neta de 1 aninho é exercício pra caramba!). (Li você no blog da Beth/Lilás).

Gerson disse...

Eu não entro em blogs com frequência, mas confesso que esse post me deu muita satisfação ao ler, belos depoimentos, nos servirá de exemplo.
(Cheguei aqui por sugestão da Drica)

Drica disse...

Silvitcha, ficaram lindas as entrevistas, parabéns à todos.

bjk´s

Geni disse...

Eu lido bem com o meu envelhecer, viajo, tenho muito amigos, e principalmente sou amiga de pessoas mais jovens, netas netos,amigos dos netos e netas. Faço hidroginástica, caminho, e leio muito, isso me faz sentir o envelhecimento de forma mais suave.
Bonitas as respostas dessas pessoas.
abraços da Geni

Anônimo disse...

Aceitar envelhecer é como aceitar adolescer, e são nessas fases que ocorrem mudanças, em todo o corpo, no seu funcionamento. A aparência, as atividades mudam, a mente muda, as vontades mudam. Não tem como frear tudo isso, é natural.
Mas devemos passar por essas mudanças com sabedoria.Não aceitar milagres ou fórmulas mirabolantes, para tentar esquecer que já não somos mais os mesmos. Aproveitadores de todos os tipos se aproximam de velhos que possuem algum dinheiro, com promessas das mais variadas possíveis.Enfiam os velhos em esportes que nunca fizeram, enganando-os que serão grandes esportistas, ah aliás adptam esportes para que os pobres possam participar lógico. Criam concursos de belezas, que só as histéricas participam, em busca nem elas mesmas sabem do que.estes aproveitadores se enfiam nos centros dos idosos, para promover passeios, viagens, que aqueles que acham que mais nada podem fazer na vida, embarcam, como alucinados. E nessas viagens são tratados como imbecis,com crachá, mãozinha dada, em fila,(cuidado para não se perderem).A sociedade deveria de respeitar mais o idoso. O idoso sábio, não se ilude. Faz o que pode. Participa da sociedade ativamente com algum trabalho, nem que seja voluntário. Leem.Fazem ginástica, caminhadas.E se querem viajar procuram profissionais preparados para isso e não aproveitadores. Se informam. Que história é essa de faculdade para a terceira idade, quando alguns mal foram alfabetizados, isto é tratá-los de idiotas, realizar um sonho de mentira. (mais uma forma de pegar dinheiro do idoso).Faculdade forma profissionais, e não ocupa tempo de ocioso.Para envelhecer é necessário ter sabedori.

Anônimo disse...

Thanks very nice blog!
Also visit my blog : grumpy cat

Share It