1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Movimento do amor - Ai Chi - Método terapêutico oriental

26 de novembro de 2008 comente















Amor-energia. Este é o significado literal da expressão Ai Chi, que dá nome ao método criado pelo japonês Jun Konno, especialista em Educação Física. Bastante difundido no Japão, Europa e Estados Unidos, aos poucos, o Ai Chi ganha mais adeptos no Brasil. Trata-se de uma seqüência de movimentos lentos e contínuos, feitos dentro de uma piscina aquecida, e combinados a técnicas de respiração. Segundo adeptos, a prática relaxa, ajuda a minimizar o estresse e dores, aumenta o equilíbrio e faz a energia circular pelo corpo. De quebra, pode combater a insônia.

Jun Konno batizou o método em homenagem à sua filha, que se chama Ai (amor) e é portadora de deficiência. A base para os movimentos vem do Tai Chi Chuan e um dos objetivos é fazer a energia vital circular pelos meridianos do corpo - um dos principais é o que passa ao redor do coração. "Quando sentimos emoções negativas, como raiva, a tendência é enrijecer essa região peitoral. E a energia acaba sendo bloqueada", explica o preparador físico e diretor da Aquabrasil, Marcelo Roque, que costuma usar o Ai Chi como parte das aulas de hidroginástica.

Quem trouxe a técnica para o Brasil foi o professor de Educação Física, especializado em modalidades aquáticas, Paulo André Poli de Figueiredo.

PREVENÇÃO

Ai Chi promove um melhor equilíbrio do corpo, remédio contra as quedas - um dos piores inimigos da velhice. "Melhora também a coordenação motora." Para alcançar bons resultados, acrescenta, o ideal é praticar pelo menos duas vezes por semana, em sessões de 45 minutos cada.

"A água dá suporte para fazer exercícios que não é possível realizar no chão. favorece o equilíbrio, ameniza a dores e melhora a qualidade do sono. os exercícios fortalecem os músculos, dão mais flexibilidade e mobilidade".

Lembrando que, qualquer pessoa que vai iniciar qualquer prática de exercício, deve submeter-se à uma avaliação médica.



0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget