1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Ao meu querido amigo Alexander Striemer

3 de março de 2011 3 comentários
Há pouco mais de dois meses, recebi uma notícia que me deixou profundamente triste, a despedida do Sr. Alexander  leitor diário do Longevidade, foi através do Blog que o conheci, morador do bairro de Higienópolis em São Paulo, homem inteligente, culto, elegante, gentil e super bem humorado.

Não falei sobre isso antes, porque foi muito doloroso para mim. Ele me telefonava com frequência e com ele aprendi muita coisa, alguém que viveu 84 anos e viajou  o mundo, tinha muito o que ensinar.

No meu aniversário, mandava-me flores lindas, cartões bem escritos e sempre um delicioso chocolate, Arthur brincava sobre o que poderia fazer, para que as flores dele chegassem antes das do Sr. Alexander.

Ele hospitalizado me disse, com aquele sotaque inconfundível – Silvia, esse ano, levarei as flores pessoalmente, vamos combinar um almoço, você, eu, e o comandante, que era como ele chamava o Arthur, infelizmente esse almoço não aconteceu, mas tenho certeza que lá de cima ele se lembrará do meu aniversário.

Brincava muito com as limitações da idade, transpunha dificuldades, com um bom humor invejável. Quando Arthur ficou fora do Brasil por 06 meses, ele se comportou como um pai zeloso me ligava diariamente para saber se eu precisava de alguma coisa, e me confortava quando a saudade apertava.

Me sinto feliz, porque pude demonstrar o meu apreço enquanto ele viveu, mas, meu coração dizia, que eu devia essa homenagem , e senti que esse é o momento, já que a saudade que ficou, não molha mais os meus olhos, apenas me traz doces lembranças.


Ah, que saudade meu amigo!


Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

3 comentários:

Beth/Lilás disse...

Ah, Silvia, que grande perda!
Eu me lembro deste post e das entrevistas, a dele principalmente, pessoa inteligente e bemhumorada!
Que esteja numa dimensão melhor e sinta nossa vibração de carinho e saudade por ele.
Amo pessoas que conseguem viver com o humor pra cima, sem reclamações, vendo em volta o outro semelhante que também sofre.
Ontem citei seu blog num post que fiz, justamente sobre uma senhorinha de 82 anos que conheci por aqui.
um grande abraço carioca

Marilia Camargo Silveira disse...

Caros amigos do Sr. Alexandre (como ele era chamado na empresa onde trabalhamos juntos por alguns anos),
Eu não sabia da morte dele, pois havia brigado com ele durante minha depressão pós-parto em 2006. Mas fomos bons amigos por 13 anos, eu o visitava regularmente, cheguei a encontrá-lo em sua cidade natal, Dresden, onde ele reservou para nós um quarto duplo num Castelo à beira do Rio Sena. A diferença de idade era de 44 anos, mas para mim ele nunca foi velho, pois o espírito tinha a mesma idade que eu. Muitas pessoas nos julgavam mal, olhavam de canto de olho, porém eu nunca me envergonhei de ter um amigo da idade dele. Morríamos de rir quando imaginávamos o que os outros pensavam. Quantas sessões de cinema, quantos livros compartilhados, quantos segredos confessados, quantas pizzas pedidas, quantas conversas ao telefone e pessoalmente. Quando fui morar na Holanda, ele foi me visitar várias vezes, e conversava em alemão com meu marido holandês. A única palavra que ele conhecia em holandês era "aardbei" (morango). Não sei porque hoje pensei em procurá-lo. Voltei para o Brasil há dois meses e pensei em escrever um e-mail. Ele retornou com a mensagem de usuário desconhecido. Desconhecido?? Not really. A saudade é grande. E os bons momentos inúmeros. Descanse em paz, querido amigo.

Angelika disse...

Is there anyone who an tell me if Alexander Striemer has children? I am looking for relatives in order to complete a large pedigree of his family, which lived in Dresden Germany. I need the names of the children and the e-mail addresses.
thank you!
Angelika
A.Hermes@gmx.org

Ocorreu um erro neste gadget