1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Quando adoece, o que você faz?

18 de março de 2010 5 comentários
Lendo um artigo sobre como a preocupação econômica faz pessoas envelhecerem mais cedo, me deparei com essa informação. Diante disso, achei por bem republicar esse post.
Não desabono o Google como fonte de pesquisa para qualquer assunto, porém é bom lembrar que em qualquer pesquisa seja sobre qualquer assunto, convém verificar também a qualidade e a credibilidade da fonte da informação, porque, é comum circularem textos dando a autoria à quem nunca as escreveu ou disse qualquer palavra sobre o assunto. Na internet, qualquer pessoa pode inserir informações, e nem sempre isso é feito com responsabilidade.

O escritor Luiz Fernando Veríssimo, disse em entrevista, que circulam na Internet aproximadamente 400 textos, que jamais foram escrito por ele, vocês já devem ter recebido por e-mail um texto muito bem humorado e bem escrito intitulado O desafio da Gordura de autoria da Jornalista Rosana Hermann, do blog Querido Leitor, que circula pela rede como sendo do músico Herbert Vianna, que já afirmou nunca tê-lo escrito, nesse caso está sendo tirado da autora os créditos da idéia, da elaboração do texto etc. é grave, sim é, no mínimo falta de respeito com a autora, e essa apropriação do texto, não foi feita pelo Herbert Vianna, mas por alguém que não checou a autoria.

Agora em se tratando de saúde, a situação é mais grave. Por razões opostas, você poderá por mau entendimento da informação, ou por não entender a terminologia médica, entrar em pânico por motivos absolutamente infundados, ou entender que o seu problema não é grave e não requer acompanhamento, ou até passar a automedicar-se com medicamentos inapropriados, enfim, complicar mais ainda, ou tomar decisões baseadas em informações errôneas, complicando o que era simples, além da possibilidade de te levar à uma situação de estresse absolutamente desnecessária.

Segundo André de Faria Neto, historiador da Fiocruz, “a grande virtude e o grande problema da internet é a liberdade que temos para inserir informações nela.” Afinal, vivemos em uma época com muita oferta de conteúdo, mas com poucos filtros capazes de avaliar o que pode ou não ser aproveitado. Neste sentido, perdem aquelas pessoas que ainda não possuem o discernimento necessário para selecionar o que realmente interessa. Ou seja, quem não tem um grau de instrução razoável para interpretar determinadas informações pode acabar se prejudicando ao seguir orientações vindas de fontes pouco – ou nada – confiáveis. E as consequências são bem preocupantes quando este indivíduo decide sair em busca de referências sobre a sua saúde, via Google.

André de Faria Neto relata também um projeto interessante que a Fiocruz está desenvolvendo, cujo principal objetivo é o de “formar o paciente informado” .

Confira o vídeo Informação Saudável

O Google certamente tem grande interesse em aprimorar os mecanismos de filtragem para amenizar os riscos de levar informação errada à população. Enquanto isso não acontece, é importante que os diferentes setores da sociedade continuem a cobrar uma solução para o problema. Antigamente, ao procurar o significado de uma palavra em um dicionário de qualidade, não havia qualquer tipo de surpresa. Hoje, na pescaria do Google, fisga-se peixes graúdos, assim como botinas velhas (Dr. Ricardo Teixeira).

Dicas: Se na página que você estiver consultando sobre alguma doença, citar algum medicamento e na própria , ou por redirecionamento você for induzido à comprá-lo, é bom ficar atento, isso é um bom sinal de falta de credibilidade.

Se no artigo que você leu, citar o nome de algum profissional de saúde, verifique se esse profissional existe de fato, se ele publicou algum artigo, em que escola ele se graduou, essa pesquisa pode ser feita aqui: Plataforma Lattes .

Cerque-se de todos os cuidados antes de tomar decisões, e principalmente que a 1a. delas, seja consultar o seu médico, ou um serviço de saúde.

abraços,








Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

5 comentários:

Beth/Lilás disse...

É verdade! Muita gente busca informações antes de ir ao médico e, confesso, eu mesma já fiz isso, mas nunca fiquei só na informação virtual e sempre procurei médicos para assuntos importantes.
Todo cuidado é pouco hoje em dia, principalmente em se tratando de saúde da gente.
bjs criocas

Chica disse...

Uma busca na internet sempre faço e depois confirmo no médico(Quando vou)...Chego lá sabendo de tuuuuuuuuuuudo e ele quase morre!!!rssrrs...beijos,chica

Dora Regina disse...

Verdade amiga, temos que ter muito cuidado com o que rola na Internet, nem sempre é verdade, existe um site que nos orienta quanto a credibilidade de certas mensagens que anda circulando pelo mundo virtual, se você quiser dar uma passadinha é bem interessante...
http://www.quatrocantos.com/LENDAS/
Um grande abraço!
Obrigada pelas visitas ao filha do céu!

Fabiola Vasconcelos, disse...

Boa tarde, Silvia, obrigada pela visitinha em meu bloguinho e pelo comentário. Amei seu cantinho. Menina, quanta informação legal e útil. Estarei lhe seguindo, viu?
Felicidades!
Beijos

Zilda Santiago disse...

Não sei se deixei meu comentário neste post ou no outro,mas vale para este.Esqueci de dizer que foi a Dora que me indicou seu blog.
Recomendo sempre o site:www.quatrocantos.com.br com as lendas na net.Bjssssssss

Ocorreu um erro neste gadget