1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

A hora de ir ao geriatra - fazer prevenção e garantir uma velhice saudável

10 de junho de 2010 6 comentários
A hora de procurar o geriatra sempre foi motivo de tabu. Afinal, acreditava-se que marcar a consulta com esse médico era assinar o atestado de "velhice". Hoje, a informação está vencendo o preconceito. Em busca de um envelhecimento ativo e saudável, um número cada vez maior de pessoas começa a frequentar o consultório. Não somente do geriatra, mas do nutricionista, do psicólogo e do gerontólogo. A demanda é tanta que já se fala até em escassez de profissionais especializados nessa área.

De acordo com o geriatra Vicente Spínola Dias Neto, da PUC-SP, a principal função desse especialista é proporcionar uma qualidade de vida ao idoso, de uma forma preventiva. Por isso, embora não exista uma idade certa para procurar o geriatra, a época ideal é a partir dos 60 anos. Neto explica que o profissional possui uma visão geral do indivíduo, trabalhando os seus aspectos biológico, social e psicológico. Assim, além de cuidar da saúde do paciente, o geriatra termina sendo também um conselheiro, avaliando os remédios recomendados por outros médicos e identificando suas reais necessidades.

Desta forma, o ideal é que o geriatra esteja acompanhado de uma equipe multidisciplinar, composta por nutricionistas, fisioterapeutas, psicólogos e gerontólogos. Neto frisa que no caso de uma depressão, por exemplo, o profissional realiza exames para saber se a doença é oriunda de algum fator orgânico. Em caso negativo, o paciente é encaminhado para o psicólogo. "Digo que a qualidade do geriatra é inversamente proporcional ao tamanho da sua receita. Muitas vezes o idoso me procura achando que vai conseguir todos os remédios para as doenças, mas a nossa função não é essa", destaca.

Para a geriatra Luciana Motta, da Universidade Aberta da Terceira Idade (Unati) da Uerj, a prevenção também é o motivo comum pelo qual o idoso procura o especialista. Ela destaca, no entanto, que o envelhecimento saudável está muito relacionado à forma de vida. "Se o indivíduo bebeu, fumou, não se alimentou direito e foi sedentário durante grande parte da vida, terá mais chances de desenvolver doenças na velhice", ressalta. Assim, o profissional poderá recomendar um novo estilo de vida para amenizar os efeitos dos maus hábitos e prevenir doenças. As que mais assustam os idosos são o Mal de Alzheimer e a demência.

Embora o preconceito com relação à geriatria tenha diminuído, a profissão ainda é cercada de certa polêmica entre os pacientes e até mesmo no meio médico. Tanto que o Brasil conta apenas com cerca de 500 médicos voltados para a saúde do idoso. Um número muito pequeno para uma população que cresce todos os anos e está em busca de qualidade de vida.  


Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

6 comentários:

Sônia Silvino disse...

******************************
Boa noite!!!
Silvia, minha querida!
Consultei o geriatra pela primeira vez bem antes dos 40 anos!
Vim deixar-te uma beijoca
e um abraço com saudades!
Sônia Silvino's Blogs
Vários temas, um só coração!
******************************
SIMPLES

Quando tudo na vida
perde um pouco o encanto,
quando os problemas se avolumam
dando vazão ao desânimo,
faça silêncio íntimo e deixe falar
a voz profunda, nosso Deus interno.
Para toda adversidade
sempre haverá uma solução...
Todas as respostas estão dentro de nós
à espera de que as procuremos,
porque tudo nos foi dado pelo Criador
para que vivamos com simplicidade e fé,
alicerçados no bem e no otimismo
que a tudo contagia...
Não precisamos complicar a vida
para vivermos com dignidade e sabiamente...
Pois a vida é demasiadamente simples
para aqueles que carregam o brilho do amor no olhar!

Denise Flor©
******************************************************
Meus blogs te esperam cheios de novidades!

Beth/Lilás disse...

Oh, my God, e eu já estou quase chegando lá!
Mas, tudo bem, o importante é se cuidar, né mesmo, amiga!
bjs cariocas

Heloísa disse...

Silvia,
Acho ultra-importante ter um médico geriatra, que nada mais é que um clínico geral especializado na velhice.
Mas assim como é difícil encontrar um clínico geral na maturidade, também é difícil encontrar um geriatra. O número é muito pequeno.
bjs

Barbie Girl disse...

Olá amiga!

Minha vó se cuida com uma geriatra maravilhosa e indicamos para meus sogros, que tb fez uma revolução boa na vida deles e descobrimos que ela tb é cliníca e eu e marido estamos fazendo tratamentos com ela... se tornou uma excelente médica de família!!

beijos

Lu Souza Brito disse...

500 médicos só Silvia, em um país onde a expectativa é que o número de idosos triplique nos proximos 20 anos??? Meu Deus.

Leci Irene disse...

Bom dia, Silvia!!!!! Eu adoro o geriatra que trata dos meus pais. Ele é firme e ao mesmo tempo de uma paciência de Jó! Assim que eu me aposentar vou adotá-lo! hehehe

Abraços

Ocorreu um erro neste gadget