1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Na consulta, saiba o que perguntar ao seu cardiologista

11 de agosto de 2010 3 comentários


Conversar com o cardiologista não é exatamente a coisa mais fácil do mundo. Principalmente, se você acaba de descobrir que as taxas de colesterol estão elevadas, o que aumenta o seu risco de desenvolver uma doença do coração. Porém, além de necessária, a consulta com o especialista pode ser um momento muito proveitoso para sanar seus questionamentos sobre a saúde do coração e prevenir as doenças cardiovasculares.

De acordo com Raul Dias dos Santos, cardiologista e diretor da Unidade Clínica de Dislipidemias do INCOR (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da FMUSP), o primeiro passo para o paciente aproveitar bem a consulta é estabelecer uma relação de confiança e transparência com o médico. 

— Essa boa relação deixa o paciente mais a vontade para esclarecer todas as suas dúvidas e colabora para que a adesão ao tratamento seja a melhor possível — afirma o médico.

Uma das melhores medidas que o paciente pode tomar antes da consulta é preparar uma lista com todas as questões que deseja fazer ao médico. Começando pela mais simples: "como está o meu colesterol?". Como o colesterol elevado não tem sintoma é comum deixar de lado seu controle.

— O cardiologista deve ser consultado pelo menos uma vez ao ano para verificar a pressão arterial e o colesterol - explica Santos.


Ao sair da consulta, o paciente deve ter claro qual é o seu risco de problemas do coração, quais os tratamentos preventivos mais adequados, seus efeitos colaterais e duração. É importante lembrar que para a maioria das pessoas, se a dieta e estilo de vida falharem, o tratamento medicamentoso com estatina, dentre elas, atorvastatina, deverá ser feito para sempre. 

— O paciente precisa deixar o consultório sabendo que os benefícios da adesão ao tratamento são muito grandes e podem reduzir em até 40% o risco de infartos, derrames e morte — finaliza Raul.

Abaixo dicas do médico do que perguntar ao cardiologista durante a consulta:
- Quais são os números do meu colesterol e o que cada um deles significa?

- Como estão os meus triglicérides?

- Posso ter outros fatores de risco?

- Se eu tiver vários fatores de risco, qual é a minha chance de ter uma doença do coração?

- Se eu precisar emagrecer, quantos quilos devo perder?

- Quais são os efeitos da atividade física para o tratamento?

- Qual o melhor exercício para o meu caso?

- Vou precisar mudar a minha alimentação?

- O que devo saber sobre medicamentos para o colesterol alto?

- Quando devo refazer o meu exame de colesterol?


Não protele e esclareça suas principais dúvidas com o especialista

Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

3 comentários:

Nilce disse...

A cada dia encontro um post melhor e mais informativo que o outro.
Obrigada pelo compartilhamento.

Bjs no coração!

Nilce

Lu Souza Brito disse...

OLá Silvia, tudo bem?

O problema é que vamos ao médico e nem sempre temo todas as perguntas formuladas claramente (isso quando nao esquecemos) e quando voltamos, estamos com mais dúvidas que antes
(digo isso por mim, acontece algumas vezes).
Ótimo post.

Beijos
Lu

ZildaeAntonio disse...

Oi, Silvia
É muito bom passar aqui e ter informações tão importantes.
Muito obrigada!
Antonio e eu agradecemos a sua atenção e seu carinho para todos nós idosos!
Um abraço e tudo de bom!

Ocorreu um erro neste gadget