1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Lei obriga filhos a visitar pais idosos

18 de janeiro de 2011 3 comentários

Um dia desses, eu conversava com papai, sobre a questão da educação das pessoas no Brasil. Não falávamos de educação formal, mas, sobre a falta de amabilidade e gentileza que observamos nas pessoas, a falta do hábito da maioria dos brasileiros, em dizer um simples por favor ou um obrigada.

Hoje, me deparei com essa notícia: “Lei obriga filhos a visitar pais idosos”

“Cuidar dos pais é parte da cultura tradicional chinesa. Mas, nos últimos anos, a grande migração interna e as pressões do mercado de trabalho levaram ao enfraquecimento dos laços de família. O governo da China estaria analisando um projeto de lei que transformaria a visita de filhos a pais idosos em uma obrigação legal. A população de idosos do país cresce cada vez mais. O país atualmente tem quase 170 milhões de pessoas acima dos 60 anos e, por isso, não pode ignorar o problema dos cuidados com os idosos. (a notícia na íntegra, você poderá ler aqui BBC- Brasil)
Esta notícia me levou a pensar:Por que aqui, nós também  precisamos de leis para algumas situações que deveriam acontecer de forma natural, apenas pelos nossos valores morais e condutas de boa educação?
No Blog Direito dos idosos, que faz parte do Condomínio Longevidade, no post Usuários não respeitam assentos reservados aos idosos nos ônibus alguns comentários me chamaram a atenção:

- Quero deixar registrado que aconteceu isso comigo. Sou gestante e fui empurrada por um idoso quando já estava sentando no assento preferencial. Quando a senhora ao lado disse a ele que eu era gestante ele disse: “Não estou nem ai". O seu direito acaba quando começa o do outro! Direitos iguais.

- Tenho observado DIARIAMENTE o desrespeito á Lei no que tange aos assentos reservados para pessoas idosas nos ônibus do Município de São Paulo. Viajo de ônibus há mais de 40 anos e nunca observei qualquer falta de educação por parte de idosos em relação aos demais passageiros dos ônibus. Se existe uma Lei ela deve ser respeitada, sob pena de vivermos numa Anarquia. Que os desrespeitadores não venham depois reclamar dos que não respeitam as Leis em relação ás suas próprias pessoas, pois não têm esse direito.

Não coloco em dúvida as afirmações dessas pessoas, porém não vejo a falta de respeito ou educação distinta em faixas etárias, percebo "pessoas"mal educadas, não vejo adultos, idosos ou crianças. Quando os filhos observam que seus pais são educados e respeitosos com as pessoas, com certeza eles serão adultos e idosos respeitosos e bem educados.

Qian Jun, advogado de Pequim ouvido pelo China Daily, sobre a obrigatoriedade dos filhos a visitarem os pais idosos, afirmou Poderia ser melhor fortalecer a educação moral do que obrigar legalmente as pessoas a fazer algo’.
Concordo plenamente com o Sr, Qian Jun.

E você o que pensa sobre isso?

Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

3 comentários:

Beth/Lilás disse...

Silvia, que asssunto danado de bom!
O que eu penso? Como você e demais pessoas dignas e justas desse país, sinto-me envergonhada com a atitude alheia, já presenciei cenas de grosseria, falta de educação ou desrespeito tanto à idosos quanto à mulheres.
Vivemos realmente a um passo da Anarquia, pois cresce a cada dia a olhos vistos indisciplina coletiva em nosso país. Minha amiga Fafá presenciou neste último domingo, voltando da região dos Lagos algo assim, inacreditável, pois o trânsito estava imenso na rodovia e mais à frente algo demonstrava que havia retenção por conta de algum desastre. Uma ambulância tentava chegar até o local, mas ninguém dava passagem, todo mundo pensando só no seu umbigo, chegar primeiro, não deixar que outro o ultrapasse. Só que neste caso era uma ambulância e havia logo à frente, um acidente horrível em que o carro estava em frangalhos, a pessoa também deveria estar muito ferida, mas a ambulância ainda lá atrás, apitando, avisando, querendo passagem e ninguém dava, a não ser o marido dela que se esquivava boquiaberto diante da cena dantesca.
É isso aí!
E depois vem gente defender um país desse, onde os valores estão todos invertidos e sobre a colocação de nossos velhos então nem se fala, completamente sem apoio ou algum trabalho de conscientização como este do governo chinês.
Estamos fritos, minha filha! Não vejo saída para isto nem para duzentos anos!
bjs cariocas

welze disse...

eita tema porreta. adorei. já me deparei com muito idoso mal educado que ao entrar em coletivo, nem espera que lhe seja oferecido um lugar e vai logo exigindo. não suporto essa atitude, assim como não gosto nem de ver um jovem ocupando lugares para idosos reservados, sem se preocuparem com a presença deles, fingindo não os ver. É tudo uma questão de educação. meu filho, outro dia, não estava se sentindo bem, por esse motivo foi ao médico. Chegando lá, demorou a ser atendido e estando bem debilitado, assim que teve uma poltrona desocupada, sentou-se. Assim que o fez, apareceu uma senhora e ele mais que rapidamente, lhe ofereceu o assento. Uma questão de educação, como já disse. Um grande abraço.

Leci Irene disse...

Primeiro, sobre a lei: nada deveria ser obrigado. Tudo deveria partir da responsabilidade para com a familia, partir do amor. Para isso, realmente, teremos que estar de olho na própria familia, que é onde iniciamos nosso aprendizado. Depois, estar de olho nos educadores de nossas escolas...
Segundo: gente mal educada tem que ser corrigida no ato!

Ocorreu um erro neste gadget