1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Com algumas dicas, é possível manter finanças em dia ao cuidar de pais idosos

2 de abril de 2012 1 comentário
Ao chegarem à vida adulta, muitas pessoas se deparam com a responsabilidade de cuidar de pais idosos, sendo que, neste momento, em alguns casos, é preciso se afastar do emprego para dar a atenção necessária ao ente querido. Nesta hora, contudo, surge a pergunta: e as finanças, como ficam?


 “Existem ações que as pessoas podem fazer para minimizar os custos ocultos do cuidado". ressalta a doutora em Educação, Sandra Timmermann.
Para se ter uma ideia, somente nos Estados Unidos, 10 milhões de pessoas cuidam de pais ou parentes idosos. A situação, dentre os que estão empregados, gera uma perda de aproximadamente US$ 3 trilhões em salários, aposentadorias e benefícios durante a vida, se saírem do emprego prematuramente; a média da perda é de US$ de 304 mil por pessoa.

Assim, Sandra acredita que as pessoas que se deparam com esta responsabilidade devem pensar cuidadosamente se a saída do emprego é a única opção. A diretora do instituto aconselha, por exemplo, que ela verifique com o empregador se pode substituir os benefícios oferecidos por horário mais flexível, ou mesmo uma licença para cuidar do parente.

Outra providência, é calcular os custos para cuidar desta pessoa e considerar contratar um cuidador, o que pode evitar a saída do emprego.

No que diz respeito ao dinheiro do ente querido, preste atenção para que a pessoa não cometa excessos, já que pessoas idosas, geralmente, são mais vulneráveis a abusos. Para a especialista, é importante inclusive que a pessoa considere pedir ao parente uma procuração para cuidar de questões legais.
Por fim, lembra ela, não se esqueça de poupar um valor para as próprias necessidades de aposentadoria, considerando seu estilo de vida e o estilo que deseja ter, quando ficar mais velho.

Por: Gladys Ferraz Magalhães
Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

1 comentários:

Luma Rosa disse...

Essa é uma questão que nem sempre pensamos. Acho que é porque nos acostumamos com os pais nos cuidando e nos esquecemos que um dia os papéis irão se inverter. Quem pode faz uma aposentadoria privada, melhor que a oferecida pelo governo. A poupança é sempre bem vinda!
Silvia, estão construindo um hotel enorme aqui na cidade, direcionado à terceira idade. Aliás, a prefeitura se preocupa bastante com o idoso, oferencendo muitas atividades de lazer e trabalho, como as "Vovós de aluguel".
Seu blogue está aberto faz dias aqui! Leio as postagens e não sobra tempo para comentar :) Cá estou!! Boa semana!! Beijus,

Ocorreu um erro neste gadget