1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Vacina contra a Hepatite B no SUS

21 de março de 2014 comente
Você sabia que pessoas até 49 anos podem se vacinar gratuitamente contra a Hepatite B em toda a rede pública de saúde? A vacinação ainda é o método mais eficaz para evitar a contaminação pelo vírus.

A Hepatite B é uma doença infecciosa causada pelo HBV, um vírus DNA da família Hepadnaviridae, resultando na inflamação das células do fígado do portador.

A transmissão da doença pode acontecer nas seguintes situações:

- Contato direto com sangue em ambientes hospitalares;
- Relação sexual desprotegida com uma pessoa infectada;
- Tatuagens, acupuntura ou manicure com agulhas ou instrumentos sujos ou não esterilizados;
- Agulhas compartilhadas durante a utilização de drogas;
- Uso de drogas inaladas (cocaína e crack);
- O vírus também poderá ser passado para um bebê durante o parto se a mãe estiver infectada.

Sintomas

De modo geral, os principais sintomas da infecção aguda pelo vírus VHB são: náuseas, vômitos, mal-estar, febre, fadiga, perda de apetite, dores abdominais, urina escura, fezes claras, icterícia (cor amarelada na pele e conjuntivas).

A hepatite aguda pode passar despercebida, porque a doença ou é assintomática, ou os sintomas não chamam a atenção. Outra particularidade é que a maioria dos pacientes elimina o vírus e evolui para a cura definitiva. Em menos de 5% dos casos, porém, o VHB persiste no organismo e a doença torna-se crônica.

A hepatite B crônica também pode evoluir sem apresentar sintomas que chamem a atenção durante muitos anos. Isso não indica que parte dos infectados possa desenvolver cirrose hepática e câncer de fígado no futuro.  Na maioria das vezes, porém, quando os pacientes procuram o médico, já há sinais de insuficiência hepática crônica: icterícia, aumento do baço, acúmulo de líquido na cavidade abdominal (ascite), distúrbios de atenção e de comportamento (encefalopatia hepática). A evolução dessa forma da doença depende de fatores, como a replicação do vírus, a resposta imunológica, o consumo de álcool e a eventual infecção por outros vírus.

Prevenção

A maneira mais segura e eficaz de prevenir a infecção pelo VHB é tomar as três doses da vacina contra a hepatite B, assim distribuídas: a segunda 30 dias depois da primeira e a terceira, seis meses depois da primeira.

Devem receber essa vacina: recém-nascidos, crianças que não foram vacinadas ao nascer, pessoas com vida sexual ativa, aquelas que convivem com pacientes com a enfermidade ou necessitam de transfusões de sangue com frequencia, as submetidas à hemodiálise. Também devem ser vacinados os usuários de drogas injetáveis, os profissionais na área de saúde, os doadores de órgãos sólidos e de medula óssea, policiais, manicures, podólogos, portadores de HIV e de imunodeficiências, vítimas de abuso sexual, a população indígena, entre outros grupos.

Para mais informações, procure o posto de saúde mais próximo ou converse com o seu médico.



Fonte: portal do Dr. Drauzio Varella

Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget