1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

O USO EXCESSIVO DE MEDICAMENTOS PELOS IDOSOS, MERECE MUITA ATENÇÃO!

26 de abril de 2013 1 comentário
POLIFARMÁCIA O QUE É? 

É o uso simultâneo (ao mesmo tempo) de cinco ou mais medicamentos. Os aspectos que contribuem positivamente para o surgimento da polifarmácia são: o aumento das doenças crônicas e das sequelas que acometem a população idosa; o poder da indústria farmacêutica voltada à lucratividade (o Brasil é um dos países com maior imposto sobre medicamentos); o marketing dos medicamentos. 

Entre o público idoso, em alguns casos, a ingestão de mais de 10 medicamentos diários por uma única pessoa. 

· Será que realmente essa pessoa necessita dessa quantidade de drogas? 

· Será que um remédio não está interferindo na ação do outro? 

O que leva a POLIFARMÁCIA? 
- automedicação, ou seja, ingestão de medicamentos por desejo próprio, sem orientação de profissionais da saúde; 

- substituição ou inclusão de medicamentos sem o conhecimento dos profissionais da saúde; 

- má administração dos medicamentos, sendo que esses não atendem os critérios de prescrição/receita sobre horários e dias de ingestão; 

- má administração dos medicamentos, sem atender o tempo mínimo de utilização prescrito (Exemplo: medicamentos antidepressivos - tempo mínimo de uso: de seis meses a um ano); 

- não informar aos profissionais da área da saúde quais medicamentos está fazendo uso, para evitar administração simultânea de drogas que podem provocar interações medicamentosas (um medicamento influencia a ação do outro, podendo anular os efeitos previstos). 


DICA: NA PRÓXIMA CONSULTA, JUNTE “TODOS” OS MEDICAMENTOS QUE O IDOSO ESTÁ FAZENDO USO, E MOSTRE AO MÉDICO. 


Fará bem a saúde do idoso e ao seu bolso. 

Fonte de Pesquisa: Portal da Saúde - SUS
Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

1 comentários:

Lúcia Soares disse...

Não sei o que dizer, Sílvia, a não ser que acredito piamente que há algum exagero dos médicos em prescrever. Minha mãe tem 87 anos e toma 10 medicamentos por dia, divididos em manhã, tarde, lanche e noite!
Como a médica que a atende é muito competente, quem somos nós para contestar? Mas me aflige muito, ainda mais porque é um custo muito alto, apenas 1 deles encontro em postos de saúde ou na Farmácia Popular.
Como tenho mais 2 irmãos que fazem uso de muitos remédios, também, a farmácia lá em casa deles chega a mais de 800,00 ao mês!
Como "discutir" com um profissional sobre as reais necessidades dos remédios? Difícil...
Beijo!

Share It