1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Educar o paladar e comer de tudo sem sofrimento.

19 de agosto de 2008 comente

Ctrl - A
Ctrl+ A
Altera o tamanho
da letra
Cardápio variado é garantia de que todos os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo estão no prato. Cada alimento apresenta uma quantidade variada de nutrientes e energia.Um alimento que é rico em determinado nutriente podeapresentar baixa quantidade de outro. Por isso, a variedade alimentar é tão importante , frisa a nutricionista Roberta Stella.Além disso, a diversidade do menu faz com que a recomendação diária de cada nutriente seja atingida mais facilmente. A carne é fonte de proteínas, gordura, ferro e vitamina B12, nutrientes que estão presentes em pequenas quantidades em outros alimentos, como arroz, pão e frutas , exemplifica a nutricionista.
Mas se você não é adepto de toda essa variedade porque seu paladar é restritivo demais, está na hora de inverter o jogo e aproveitar os benefícios da alimentação diversificada. Para te ajudar a encarar novos sabores sem fazer cara feia, Roberta listou uma série de dicas. Leia e faça a lição de casa.

Prove novos alimentos: Muitas pessoas dizem não gostar de alimentos que nem sequer experimentaram , constata Roberta.Ela aconselha a evitar tal atitude e permitir que novos alimentos façam parte da sua rotina alimentar. Seja maleável.

Não desista nas primeiras tentativas:
para aceitar novos sabores e aprender a saboreá-los, o paladar precisa ser estimulado. Se na primeira tentativa você não teve uma boa aceitação do alimento, insista. Prove-o novamente, preparado de outras maneiras, incentiva a especialista.

Pare de generalizar: não gostar de um alimento pertencente a um grupo não significa que os outros participantes do grupo Também não lhe apetecem. Se não gosta de rúcula, por exemplo, aposte em outras verduras, como agrião,alface, acelga. Caso não suporte maçã, inclua mamão, pêra ou laranja no cardápio , aconselha a nutricionista. Testando o sabor de diversos alimentos, certamente, você vai encontrar seus representantes favoritos de cada grupo.

Grupo 1 - Carboidratos


Grupo 2 Verduras e Legumes

Grupo 3 Frutas



Grupo 4 Leguminosas


Grupo 5 Carnes



Grupos 6 Leites e Derivados

Grupo 7 e 8 Óleos, Gorduras e Doces



Invista em temperos e molhos:
sua salada pode ficar super saborosa se você acrescentar temperos e molhos. Roberta indica ervas frescas, vinagre, suco de limão, cebola, alho ou pimenta. Sirva o tomate com uma folha de manjericão e comprove como o fruto fica mais saboroso. Sirva uma carne com o molho de sua preferência. Ou ainda, faça molhos à base de frutas como laranja e manga. Use a criatividade para dar um toque exótico à preparação , lista a especialista.

Varie a textura dos alimentos:
nem sempre é o alimento que não te agrada, mas sim a textura dele. Driblar o inconveniente é fácil se você usar artifícios para tornar o alimentos mais aceitável ao seu paladar. Roberta aconselha a incrementar a salada com soja assada, nozes ou amendoim, por exemplo. As frutas, segundo ela, podem ser consumidas com granola ou aveia em flocos. Se não tem boa aceitação para legumes crus, consuma-os cozidos. Caso a carne ensopada não seja a sua preferida, opte pela assada , dá mais opções a nutricionista. Variando a textura, você muda também o sabor dos alimentos.

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget