1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Glaucoma

28 de maio de 2009 2 comentários



No Brasil, 635 mil pessoas não sabem que possuem glaucoma e 985 mil tiveram a doença diagnosticada, segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (COB). O glaucoma é responsável pela maior causa de cegueira irreversível no mundo.

“O glaucoma é uma doença que nos preocupa muito porque 80% dos portadores não sentem absolutamente nada, então nós temos que abordar os fatores de risco” afirmou Paulo Augusto de Arruda Melo, professor adjunto do Departamento de Oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

O glaucoma é uma doença ocular causada pelo aumento da pressão interna do olho que provoca lesão no nervo óptico e no campo visual, podendo levar à cegueira. Há três tipos de glaucoma, o congênito, apresentado por recém nascidos; o secundário, que ocorre após cirurgia ocular, catarata avançada, uveítes (inflamações na úvea), diabetes, traumas ou uso de corticóides e o crônico, que costuma atingir pessoas acima de 35 anos de idade.

De acordo com Arruda Melo, o glaucoma atinge lentamente o globo ocular e as pessoas vão se adaptando, e quando percebem as alterações na visão, a doença já está num estágio avançado. Segundo ele, o glaucoma não pode ser evitado. Mas o tratamento impede a cegueira. “Não conseguimos prevenir a chegada do glaucoma, o que conseguimos prevenir é a cegueira pelo glaucoma”, disse. Por isso, o CBO recomenda a realização anual do exame oftalmológico.

O glaucoma é uma doença crônica que não tem cura, mas na maioria dos casos pode ser controlada com tratamento adequado e contínuo. O tratamento da doença é feito com colírios que baixam a pressão intra-ocular, ou com medicamentos. “O grande problema é a fidelidade ao tratamento, como 80% das pessoas não sentem nada elas acabam abandonando o tratamento”, afirmou o professor.

Segundo ele, quando o tratamento medicamentoso não apresenta resultado é recomendada a cirurgia a laser ou de incisão, para impedir a evolução da doença.

Tem maiores riscos de desenvolver a doença, pessoas com histórico de glaucoma na família, indivíduos com mais de 40 anos de idade, pessoas da raça negra, indivíduos míopes que usam lentes acima de seis graus, diabéticos e pacientes que tiveram trauma ocular ou doenças intra-oculares, de acordo com a Associação Brasileira de Amigos, Familiares e Portadores do Glaucoma (Abrag).

O glaucoma está na lista das doenças do Ministério da Saúde como uma das patologias relacionadas no Programa de Combate às Principais Causas de Cegueira no Brasil. O Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza as cirurgias para conter a evolução da doença.


Paulo Augusto de Arruda Melo,
professor adjunto do Departamento de Oftalmologia da
Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).


SAÚDE DO OLHO

2 comentários:

milton toshiba disse...

Vou uma vez por ano no oftalmologista. Check up.
Bjs

Cristiane A. Fetter disse...

É tão importante saber o que a família possui de doenças, pois isto vai fazer a diferença no seu checkup.
Veja o meu caso. Meus avós tinham glaucoma, então eu faço exames todo ano.
Eles também tinham diabetes: exames sempre que necessário para medir todas as taxas.s
Ou seja o histórico da minha família é que me diz o quanto eu preciso checar da minha saúde, sem contar o controle normal.
Cuidado nunca é demais.

Ocorreu um erro neste gadget