1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Saiba por que às vezes o seu intestino e o seu estômago saem dos eixos. Parte 3 de 3

14 de maio de 2009 2 comentários




Mesmo comendo alimentos saudáveis, frescos e nutritivos, posso estar malnutrida? Sim, se você tiver algum distúrbio que afete a absorção de nutrientes. Assim, até a refeição mais equilibrada ou um jantar dos deuses podem ir por água baixo. Outra possibilidade: você não balancear os alimentos, que devem ser consumidos na quantidade certa para gerar os nutrientes necessários aos seus gastos. E finalmente, se você caprichar nos ingredientes e chutar o balde na hora do preparo: mergulhar as folhas da salada ou o peixe supersaudável em molhos pra lá de gordurosos. Tudo isso interfere na qualidade da sua nutrição

Com o passar dos anos, diminui a capacidade digestiva? Há um declínio no volume de certas enzimas a partir dos 45 anos, o que afetaria a absorção de nutrientes, em especial a vitamina B12 nos idosos. “Mas nem sempre isso acarreta perda da capacidade digestiva”, diz Carlos Mott. “O aparelho gastrointestinal tem mais do que o necessário: podemos viver com metade do pâncreas, do fígado. A reserva é grande.” Com o passar do tempo, porém, aumenta a incidência de tumores que atingem esse sistema, como o câncer colorretal, o terceiro mais frequente nas brasileiras.

Para que servem, afinal, os probióticos? Cerca de 400 espécies de micro-organismos residem no cólon, formando a flora bacteriana. Essas criaturas reduzem a acidez, aliviam a prisão de ventre, aumentam a absorção de minerais e a produção de vitaminas e fortalecem nossas defesas, impedindo o ataque das bactérias causadoras de doenças. Lactobacilos e bifidobactérias são exemplos dessa turma do bem. Mas a colônia diminui quando você toma antibiótico para tratar uma garganta inflamada, por exemplo. Além de matar a bactéria do mal que talvez cause sua amigdalite, o remédio pode arrasar com a parcela benéfica. Diarreias e alterações no aparelho digestivo proporcionam o mesmo efeito negativo. Nesses casos, os encrenqueiros saem do órgão e atacam a vizinhança, provocando infecções urinárias e vaginais. Um potinho de iogurte enriquecido com probióticos garante que os efeitos do produto sejam contínuos e que um estoque de bactérias benéficas se forme no seu organismo. Mas para funcionar é preciso escolher o tipo certo. O iogurte pode ser má opção para quem tem intolerância ao leite.

É possível diminuir o estômago sem cirurgia? Não. O estômago comporta 50 mililitros (3 ½ colheres de sopa) quando vazio. Sua mucosa, no entanto, possui pregas que se expandem e acomodam duas xícaras de alimento. Pense nele como em qualquer outro músculo. Se todo dia você come mais, seu limite aumenta — o oposto é verdadeiro. Coma menos e você se sentirá saciada mais depressa.


Prof. Dr. Carlos de Barros Mott - Faculdade de Medicina da USP - gastroenterologista.


2 comentários:

milton toshiba disse...

Dizem que o trabalho do intestino também pode ser educado, assim como o apetite.
Bjs

Vieira Calado disse...

Aprendi umas coisas.

Obrigado

Ocorreu um erro neste gadget