1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Animais ajudam a tratar pacientes com Alzheimer

18 de fevereiro de 2010 8 comentários
Terapia afetiva

A revelação é que os idosos, sobretudo quando institucionalizados, sentem uma enorme necessidade de receber demonstrações de afeto, como o toque, atenção e carinho, o que muitas vezes acaba não ocorrendo, pois estão afastados do convívio social. De acordo com Teixeira, a terapia com animais enfatiza bastante o tato e o contato, além de exercitar habilidades cognitivas como a memória afetiva, ou seja, aquela despertada por algum fato que traz lembranças com certa ligação afetiva.


Quer saber mais? Clique aqui



Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

8 comentários:

Chica disse...

Os animais fazem sempre bem e para eles,a troca de afeto e carinho é fundamental!beijos,chica

Chá das Cinco disse...

Animais fazem bem sim para qualquer
idade.
Os cães fazem companhia, alegram o ambiente e as vezes é melhor do que muitos seres que se auto denominam HUMANOS.

Um grande abraço
Gemária Sampaio

Chá das Cinco disse...

Animais fazem bem sim para qualquer
idade.
Os cães fazem companhia, alegram o ambiente e as vezes é melhor do que muitos seres que se auto denominam HUMANOS.

Um grande abraço
Gemária Sampaio

mundodamari disse...

Olá Silvia, sou a Mariana do blog mundo da Mari. Gostei muito do seu blog e inclusive veio a calhar; minha avó tem alzheimer e pude ler vários posts sobre o assunto! Obrigada pela visita e comentário!!
Abraços
Mariana

Lu Souza Brito disse...

Oi Silvia,

O carinho que a gente transmite a eles, eles nos repassam milhões de veze mais né? Eu mesma nao consigo me ver sem a minha cadelinha, a SOL.

Uma coisa que queria te perguntar, se tem alguma informação a respeito:

A minha vó, que ja te contei que tem Alzheimer, é extremamente teimosa com a minha mãe, que é quem cuida dela. Este fim de semana estive com elas na minha cidade e pude notar isso. Ela obedece outras pessoas da familia mesmo quem ela ve só de vez em quando e até "se comporta" bem na presença deles, mas basta que esteja apenas com a minha mãe (que é quem faz tudo para ela e por ela noite e dia) que o comportamento se altera. Minha mãe está em um estado de nervos preocupanté. Ela (minha mãe) diz que a vó já se acostumou com a voz e com ela sempre pedindo as mesmas coisas, e por isso faz pirraça. Tenho esta impressão, que a vó virou uma criança birrentas, malcriada e cheias de vontade. O que será que acontece???

Beijos
Lu

Silvia Masc disse...

Lú, oportunamente falaremos aqui mais sobre isso ok?
beijinho

Silvia Masc disse...

Lu, é muito importante o descanso ao cuidador, tenho à disposição aqui no blog para envio gratuito, um manual para o cuidador, caso você tenha interesse, peça por e-mail: longevidadeblog@gmail.com

beijos

serpai disse...

E un día mas de recorrer blogs interesantes, hoy paso por el tuyo que esta lindo...!!!
Ya me agradaría a mí que, si pasas por el mío, que también se escribe en portugués, te suceda lo mismo...!!!
Pero cualquiera que sea la impresión... siempre habrá una bienvenida para tí!!!

Sergio

Ocorreu um erro neste gadget