1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Novos tratamentos para a doença de Alzheimer

1 de fevereiro de 2010 3 comentários
Musicoterapia e convívio com cães são estímulo para a memória

Perda de memória, desatenção, alterações no humor, dependência de amigos e familiares, perda de concentração e de funções motoras são alguns dos sintomas que atingem pacientes vítimas do mal de Alzheimer, doença degenerativa que geralmente ocorre em pessoas com mais de 65 anos de idade.

O diagnóstico ainda é difícil de ser realizado, pois os sintomas são confundidos com o envelhecimento natural, mas médicos e pesquisadores alertam para a importância de se realizar o diagnóstico precoce e iniciar o tratamento durante o primeiro estágio da doença.
O geriatra Fabri Lakhdari, que atende pacientes com mal de Alzheimer no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), lembra que a doença é constantemente confundida com sintomas do envelhecimento, e ressalta a importância do tratamento em estágio inicial.

Você poderá ler na íntegra: aqui



Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

3 comentários:

Heloísa disse...

Sílvia,
Torço muito para que esses tratamentos sejam eficientes, e para que, cada vez mais, se consiga entender bem essa doença.
Beijo.

Luma Rosa disse...

Sílvia, dizem que o cérebro em constante atividade, dificilmente sofrerá danos, a não ser que a pessoa consuma cigarros, bebidas, tenha vida sedentária e se alimente mal. Já fiquei muito intrigada com essa doença, por ter uma vizinha que padece do mal. Ela lembra até um personagem humorístico, não que seja engraçado, porque depois de 10 minutos de conversa, ela se esquece quem somos e pergunta "Eu te conheço de onde?" :D E percebo que quando ela está 'lúcida' sente um certo desconforto, uma tristeza por isso estar acontecendo e aí entra a convivência com os animais, que é relaxante e nada cobram!
Vi o preço do remédio - Que horror! Para o salário aposentadoria que a maioria ganha é roubo! Beijus,

Beth/Lilás disse...

Bem, eu já disse pro maridex que precisamos arranjar outro cão, sinto uma falta danada quando chego em casa e não vejo mais minha Emmy.
Quanto à musica ela é sempre presente em minha vida e de muita importância também.
bjs cariocas

Ocorreu um erro neste gadget