1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Subnutrição é fator de risco de morte em idosos.

8 de julho de 2010 1 comentário
Minha mãe tem 89 anos, estávamos observando que a cada dia, ela ingeria uma quantidade menor de alimentos, fato preocupante considerando que ela tem diabete e não pode manter intervalos grandes  entre as refeições, quando isso acontece ela passa a ter tremores.
Consultamos uma nutricionista e nos foi explicado que a diminuição na ingesta de alimentos, é um fator normal nos idosos.

Os dentes não trituram como antes, porque perdem “o corte”, então eles aumentam o número de vezes que mastigam, dando assim uma sensação de saciez,já que o suco gástrico também diminui.


Passamos então a oferecer alimentos mais moles, carne moída,  vegetais cozidos, ou ralados quando crús, peixes sem espinhas, frango desfiado, purês de batata, de cenoura, de mandioquinha, gelatinas, vitaminas de frutas e sucos, frutas mais moles, mingau de aveia e o arroz está sendo mais cozido.
Foi prescrito também um suplemento alimentar para os dias que ela se sente mais inapetente. Está dando resultados, ela se sente mais disposta e alegre, e até ganhou mais peso, estava muito magrinha.

A única coisa que ela não aceita, é pão umidecido no leite, disse ela – Enquanto eu puder, não quero perder a elegância... rs



Uma outra coisa que observamos, é que há dias, que ela precisa ser servida, e quando isso acontece, respeitamos as preferências dela, apontando e falando o nome do prato, perguntamos se ela aceita, colocamos porções pequenas, ela repete o prato, mas se colocamos o equivalente a essas 2 porções de uma só vez, ela olha, mexe remexe e come quase nada. 
Ficamos atentos também aos alimentos que alteram o intestino. 

Deixo as dicas porque lendo a notícia abaixo no jornal Estadão fiquei assustada com os percentuais apresentados, e o 2º. Parágrafo, me leva a crer, que a falta de informação é um fator importante, pode ser que não funcione para todos já que possuimos as nossas individualidades e devem ser respeitadas.  Considero importante que o cuidador, ou a família, observe atentamente a pessoa cuidada.

"Levantamento feito pela nutricionista Luciana Silva Ferreira, da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), aponta que os idosos subnutridos têm 500% mais chances de morrer do que aqueles que não apresentam sintomas de falta de alimentação, segundo a agência de notícias da USP.

 Independente de outros fatores de risco, como renda insuficiente, fratura de quadril, depressão, tabagismo, força muscular reduzida, diabetes melito, doenças cardiovasculares e pulmonares, a subnutrição foi o fator mais fortemente associado ao óbito", disse Luciana.De acordo com a nutricionista, a subnutrição se destaca entre as doenças crônicas não transmissíveis por atuar tanto como causa como consequência de outras doenças".

Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

1 comentários:

Junior disse...

Silvia,

é sempre um prazer ler o que vc escreve!

Vou usar esse texto na aula para as minhas alunas. Tão bonito!!!

Um beijo e obrigado!
\Junior.

Ocorreu um erro neste gadget