1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Segunda à esquerda.

25 de setembro de 2010 comente
Imagine essa situação: você está parado no engarrafamento e precisa ir ao banheiro. O que fazer?
Pensando no sufoco que muita gente passa, está sendo vendido no Rio um saco plástico descartável, elaborado com cristais que se transformam em gel quando entram em contato com a urina.
A ausência de sanitários públicos na cidade faz com que muitas pessoas "resolvam o problema" na própria rua e até dentro dos túneis da cidade. Pensando no alívio das necessidades fisiológicas imediatas, a diretora da empresa que fabrica o produto, Fernanda Brites, conta que o 'Toalet descartável', como é conhecido, pode mudar esse mau hábito da cultura do carioca, além de não degradar o meio ambiente.

"Ele pode ser descartado em qualquer lixeira, já que não tem perigo de molhar, nem contaminar o ambiente. O saco também fica lacrado e absorve 98% do odor. Assim, todo mundo pode evitar o constrangimento de ver os homens fazendo xixi na rua e a cidade vai ficar mais limpa," afirma.

Atende a homens e mulheres.

Segundo Fernanda, o produto foi desenvolvido para atender homens e mulheres, independentemente da faixa etária e das condições físicas. Ela mesma confessa que já fez xixi dentro do saquinho e não houve nenhum transtorno. Mas, para as mulheres que se sentem constrangidas, o produto também tem outras finalidades.
"Ele pode ser usado em casos de mal estar, porque absorve o vômito, por crianças quando não conseguem segurar o xixi e por pacientes nos hospitais, já que substitui e reduz o risco de contaminação pelo uso da comadre e do patinho".
Para o taxista Luis Peres, a novidade está despertando a curiosidade da clientela. Ele, que carrega os saquinhos no painel do carro, afirma que tem solucionado vários problemas na hora do ''aperto''.
"Uma vez estava levando um passageiro mais idoso, no Galeão (aeroporto internacional). Ele me disse que estava passando mal, mas conseguiria chegar ao destino sem eu precisar parar o carro. Mas percebi que não daria tempo. Saquei o saquinho e ele fez xixi ali mesmo. Foi bom que não sujou o carro," ri o taxista.

Alívio no mal-estar

O publicitário Ricardo Mello conta que o saquinho livrou sua namorada do constrangimento de passar mal em público.
"Estava num bar com minha namorada e ela começou a passar mal. Lembramos que ela tinha guardado um saquinho na bolsa e usamos.
A advogada Tânia de Castro lembra que usou o saquinho quando estava a bordo de um táxi e passou mal.
"O motorista me cedeu um saquinho. No final, você lacra sem fazer confusão, já que ele vira uma gelatina. É funcional e todo mundo deveria ter dentro do carro", lembra Tânia.

Como comprar

O produto é vendido em drogarias no Rio de Janeiro, se alguém souber de algum outro local fora o Rio, por favor divulgue aqui.
Preço: de R$ 2,90 a R$ 3,90.
Fonte: G1
Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget