1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Você conhece o seu médico? (Parte 1)

22 de janeiro de 2011 comente
O exercício da medicina requer técnica, estudo e sensibilidade. Mas nem toda responsabilidade deve ser atribuída ao médico. O paciente também tem deveres e direitos. É ele quem escolhe o especialista e fornece a última palavra sobre o próprio tratamento.

È direito do paciente, ser bem informado sobre todos os procedimentos que envolve um tratamento. Deve receber informações precisas, objetivas e compreensíveis sobre os exames, as ações, o tempo de duração. A consulta ao prontuário é livre. Tanto o paciente, como alguém nomeado por ele, pode consultar o documento a qualquer momento.

Sabendo da responsabilidade sobre a própria escolha do especialista, como se certificar que o trabalho do médico é confiável?

  •  Por recomendações de amigos e parentes
  •  Pela relação dos planos de saúde
  •  Pelo diploma
  •  Se ele atua na comunidade médica ou participa de congressos
  •  Nos sites de hospitais reconhecidos, pesquisando pelo corpo clínico (por especialidade)
  •  Para saber a formação acadêmica do seu médico(a) pesquise aqui na Plataforma Lattes (se você não encontrá-lo, não se assuste, alguns excelentes profissionais podem não ter colocado os seu curriculum no Lattes).
Procure informação do médico(a) na internet. as informações estão disponíveis como nunca antes. Aproveite e use-as para facilitar o diálogo com seu médico, porém jamais use essas informações para dar diagnósticos ou auto medicar-se veja: DR. GOOGLE ESTÁ PRECISANDO DE UMA RECICLAGEM

Descubra as experiências que o especialista teve ao tratar sintomas e condições parecidas com as suas.
Manter a saúde e procurar o cuidado médico apropriado está entre as melhores coisa que você pode fazer por si próprio. Vale a pena confiar no trabalho dos médicos, assim como se acredita nas pessoas.


Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget