1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Hipotensão postural ou ortostática, o que é?( Resposta ao leitor)

18 de maio de 2011 comente
Dá-se o nome de hipotensão postural ou ortostática à queda súbita de pressão sanguínea quando um indivíduo assume a posição ereta.
Pode ser causada por hipovolemia (diminuição da quantidade de sangue no corpo), resultado do uso excessivo de diuréticos e vasodilatadores, de desidratação ou de se assumir prolongadamente uma postura horizontal.

Com a queda de pressão o indivíduo tem um escurecimento de vista, sensação de desmaio, perde o equilíbrio e cai. Esta desordem pode estar associada com a aterosclerose, diabetes, doença de Addison e outras desordens neurológicas como a síndrome de Shy-Drager.

Alguns dos sintomas são: tonturas, visão turva e perda temporária de consciência.

Em idosos, pode haver hipotensão postural devido a dificuldade do retorno venoso. Dessa forma, no ato da medição da pressão arterial, o médico deve estar atento se o paciente realmente é hipertenso, ou a elevação é devido a "síndrome do jaleco branco" ou efeitos externos, a fim de não considera-lo hipertenso e medicar erroneamente o paciente com risco de Hipotensão grave.

Por isso é importante a identificação precoce dos idosos com maior chance de sofrerem quedas e, particularmente, aqueles que, além do risco de queda, apresentem também um risco aumentado de sofrerem lesões graves decorrentes da mesma. Os fatores de risco apontados na maioria dos estudos como mais determinantes para quedas são: idade igual ou maior a 75 anos, sexo feminino, presença de declínio cognitivo, de inatividade, de fraqueza muscular e de distúrbios do equilíbrio corporal, marcha ou de mobilidade, déficit visual, história prévia de acidente vascular cerebral, de quedas anteriores e de fraturas, comprometimento na capacidade de realizar atividades da vida diária, uso de medicações psicotrópicas, em especial os benzodiazepínicos, assim como o uso de várias medicações concomitantes.

A aterosclerose, o diabetes, a desidratação, o uso de determinadas medicações e o próprio envelhecimento, que dificulta o retorno venoso, são alguns dos fatores que podem levar à hipotensão postural. As intervenções para prevenção de quedas em idosos devem ser feitas individualmente caso a caso e devem incluir obrigatoriamente exercícios individualizados, treino de transferências posturais e de marcha, adequação de medicação com mudanças na prescrição quando necessário, identificação da existência de hipotensão postural e correção dos fatores causais quando possível, além de adequação ambiental que inclui, entre outras coisas: evitar pisos e calçados escorregadios, evitar calçados soltos no pé, evitar tapetes, não deixar fios passando pelo meio da casa, manter a residência bem iluminada, usar luzes de segurança/advertência à noite, etc.

Fonte: Dr. Paulo Casali – Especializado em Geriatria e 
Gerontologia pela UNIFESP - www.paulocasali.com.br / 


Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget