1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Relato de experiências e de dedicação de uma filha à mãe idosa com Alzheimer

1 de setembro de 2011 1 comentário
Já na fase mais avançada da doença, em que o paciente está totalmente dependente, ele não vai lembrar de beber água. Ofereça a ele durante todo a dia pequenas porções de água alternando com suco.

Se o idoso com Alzheimer estiver vendo televisão e achar queas pessoas da TV estão dentro da casa, explique com calma que não é assim, se ele insistir, desligue a mesma.

Delírio: “Cadê aquela criança que estava aqui?”, sendo quenão havia nenhuma criança, você dirá que ela foi embora.

Para evitar que ele gripe com freqüência, ofereça a ele suco de acerola com abacaxi, rigorosamente todos os dias, alternando as vezes com outro sabor, mas tem que ser as duas frutas, isto se ele não tiver problemas de gastrite.

Se o paciente for agressivo, evite levá-lo a lugares movimentados. Ele pode agredir alguém e esta pessoa agredida não vai saber queo mesmo tem Alzheimer.

Se possível leve-o a uma praça, faça uma caminhada em um horário que não tenha muita gente no local.

Não deixem de levá-lo ao médico e principalmente ao dentista, não é por estar doente que ele não vai ter acesso ao dentista.

Se você tem o hábito de encerar a casa e tiver tapetes, é hora de retirar os tapetes e não encerar mais o lar para evitar tombos.

Se o idoso cair ao chão, cuidado ao levantá-lo,certifique-se que não houve nenhuma fratura.
No banheiro, coloque barra de apoio no box e perto do vaso sanitário, isso é o melhor para evitar acidentes.

Nunca deixem o idoso sozinho, esteja sempre com ele, um descuido seu pode ser perigoso.

Se vocês sabem, por exemplo, que ele sempre gostou de empada, leve para ele. Não ofereçam a ele comidas que não gostava, anteriormente. Ele pode não se lembrar, mas você se lembra.

Conversem sempre com ele, conte se o dia está chuvoso ou ensolarado, mesmo se ele não te responde, poderá estar prestando atenção ao que você diz.


Fonte: Denise

Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

1 comentários:

Sônia Cristina disse...

Olá, boa noite,

Isso parece umrelato de minha mãe, ela Dizia: "Tiras as criancas de debaixo da cama".
Vi minha mãe em cada pedaçinho desse post. A Perdemos dia 24 de agosto.

Ocorreu um erro neste gadget