1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Quedas (1) - Causas e Ações Preventivas

9 de julho de 2008 3 comentários



Queda é um evento freqüente e limitante, sendo considerado um marcador de fragilidade, e de declínio na saúde de idosos. O risco de cair aumenta significativamente com o avançar da idade, o que coloca esta questão como um dos grandes problemas de saúde pública devido ao aumento expressivo do número de idosos na população e à sua maior longevidade, competindo por recursos já escassos e aumentando a demanda por cuidados de longa duração.

A identificação precoce dos idosos com maior chance de sofrerem quedas e particularmente, aqueles que além do risco de queda apresentem também um risco aumentado de sofrerem lesões graves decorrentes da mesma.O papel de quem convive com eles; é identificar os diversos fatores de riscos, e ao profissional de saúde ajudar a identificar a origem das causas, modificar e tratar as causas que podem evitar as quedas.

Normalmente os idosos, tendem a ver com “normalidade” as quedas, atribuindo a idade, os seus problemas de equilíbrio e dificuldades no caminhar, até que uma queda com conseqüência grave aconteça.

Evitar a queda, é uma boa conduta, não só porque afeta de maneira desastrosa a vida dos idosos e de suas famílias, como também gera gastos expressivos no tratamento de suas conseqüências.

Se sofrer um acidente, não o considere um acontecimento de mau presságio e não limite as suas atividades. Pelo contrário, não se esqueça de que a atividade física o ajuda a manter-se mais saudável.

Causas

Acidentais ou relacionadas ao ambiente
Fraqueza muscular
Artrite
Epilepsia
Medicamentos em excesso e sem controle
Distúrbio de equilíbrio e marcha
Tontura e vertigem
Distúrbios Auditivos
Distúrbios visuais
Queda da cama
Alcoolismo
Doenças Agudas

Algumas ações que evitarão as quedas

Programa de fortalecimento muscular de a prática em grupo, além de ser mais agradável, traz maiores e melhores resultados. (Devem ser supervisionados por um fisioterapeuta) Recomenda-se a prática de Tai Chi.

Visita regular ao podólogo.
Adequação de lentes corretivas. Visita anual ao oftalmologista.
Evitar o uso de lentes bifocais.
Acompanhamento cuidadoso do equilíbrio corporal após cirurgia de catarata.
Prescrição e uso adequados do aparelho de amplificação sonora.
Revisão da medicação, elevação da cabeceira da cama, orientação de movimentos de se OOlevantar
Abolir o uso de medicações sem prescrição médica
Modificação do ambiente habitado pelo idoso
Evitar ingerir líquidos antes de dormir.
Acender luz ao ir ao banheiro durante a noite ou deixar luz noturna acesa.
Avaliar se há presença de quadro de confusão mental agudo.
Adequar o ciclo vigília-sono.
Evitar eventos que possam causar estress
Vigilância contínua
Sapatos bem ajustados, com solas antiderrapantes
Esteja atento a movimentos inesperados de animais, crianças e bicicletas
Traga consigo uma lanterna e utilize-a para que possa ver e ser visto na escuridão
Não tenha vergonha de pedir ajuda para atravessar a rua
Use bengala, se o seu médico recomendar
Tenha sempre próximo uma campanhia, ou um sino

3 comentários:

Ricardo Shown disse...

Muito esclarecedor e importante os artigos Quedas 1 e 2. Parabéns moça.

Deyse Pitz disse...

Gostei muito dessa texto, São medidas fáceis, vamos adotar algumas aqui em casa, para facilitar a vida do sogrão.

Rita Hönner disse...

Oi Silvinha, parabéns, eu sou amiga da Rosvita, moro em Campinas, ela me indicou o seu site porque sou cuidadora de 2 tias, está sendo muito útil, não pare de escrever tá? abraços,Rita

Ocorreu um erro neste gadget