1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Quedas (2) Adaptação do ambiente para atender o idoso.

9 de julho de 2008 comente


Conviver com idosos em casa, em geral, é um momento delicado na trajetória familiar.
Nesta fase, surge um problema prático, garantir a segurança do idoso no local que ele mora.
Pequenas mudanças podem diminuir o risco de acidentes, tão comuns na terceira idade.
Bastam pequenas mudanças para a casa se tornar mais segura. E o que é melhor: sem a necessidade de gastos exagerados.


Numa casa de dois andares, por exemplo, basta mudar o quarto do idoso para o andar de baixo, diminuindo as subidas e descidas de escadas, evitando, assim, quedas e fadiga.

Veja aqui as mudanças que devem ser feitas em cada um dos ambientes da casa.
  • Troque o piso da casa, caso este seja feito de material escorregadio.
  • Coloque corrimões nos corredores e outros locais da casa por onde o idoso costuma transitar. O idoso sentir-se-á mais independente, se perceber que, mesmo com dificuldade para se movimentar, não precisar chamar alguém para ajudá-lo.
  • Ilumine bem todos os ambientes da casa. Verifique também se os interruptores são fáceis de serem acionados, caso contrário, troque-os. Deve facilitar a entrada e saída de todas as divisões da casa.
  • Caso a casa tenha escada, pinte os beirais dos degraus com cores berrantes, como laranja ou amarelo. Isso facilita o idoso na identificação da distância dos degraus.
  • Adapte a cama, caso seja necessário. A altura ideal é verificada quando o idoso está sentado na beira da cama e consegue colocar facilmente os dois pés no chão. Os cobertores ou colchas não devem ser muito compridos, pois o idoso pode se enrolar e/ou tropeçar ao levantar.
  • Fixe à parede mesas ou outros móveis que sejam muito usados como apoio. Assim evita-se que, quando usados, estes se desloquem e provoquem uma queda.
  • Adapte as cadeiras. Todas devem ter braços laterais de apoio e encosto.
  • Troque ou adapte os tapetes da casa que escorreguem por tapetes anti-derrapantes. Caso não seja possível adaptar nem trocar, o melhor é retirá-los.
  • Adapte as maçanetas, se necessário. Todas devem ser de fácil manuseio, e as portas não devem ficar trancadas.
    Adapte os armários da cozinha para que sejam fáceis de serem abertos. De preferência, deixe os produtos muito usados nas prateleiras mais baixas.
  • Conserte todos os locais onde o piso estiver irregular, tanto dentro da casa, quanto no quintal e jardim.
  • Proteja as extremidades pontudas das mesas ou outros móveis para que não causem nenhum ferimento mais grave.
  • Remova os objetos que estejam espalhados pelo chão da casa e que não tenham necessidade de estar lá, principalmente se estiverem interrompendo a passagem.
  • Recolha os fios que estejam pela casa, como os do telefone, televisão e outros eletrodomésticos.
  • Providencie sapatos e chinelos anti derrapantes.
  • Deixe disponível no quarto-de-banho apenas sabonete líquido. Assim evita-se que o sabonete caia, e o idoso precise se abaixar para apanhar.
  • Deixe sempre uma luz - de preferência a do corredor ou da casa-de-banho - acesa durante a noite. Desta maneira, o idoso estará mais seguro, se precisar levantar-se durante a noite.
  • Deixe à mão do idoso uma lista com os telefones úteis para casos de emergência. A lista deve estar próxima ao telefone e bem identificada, com letras grandes. No caso de não estar em casa, se houver um acidente, o próprio idoso (dependendo do caso ou até outra pessoa) poderá encontrar os números de telefone com facilidade.
  • Uma das principais causas de acidentes domésticos com idosos é a fraqueza muscular. Ao contrário do que se pode imaginar, os exercícios depois dos 60 anos são recomendáveis. Deve-se procurar um médico e um fisioterapeuta para que, juntos, possam indicar o exercício mais adequado para o caso. Os exercícios ajudam a fortalecer a musculatura e dão mais segurança ao idoso.

  • Caso o idoso sofra um acidente, levante-o com calma e faça-o sentar até se recuperar e sentir-se bem para ficar em pé.
  • Ao escolher o quarto que o idoso irá ocupar, prefira um que tenha janela, boa ventilação e quarto-de-banho dentro ou muito próximo deste.
  • O idoso precisa de confiança.
  • Caso ele já tenha caído, não o deixe desistir de passear ou se movimentar dentro da casa por medo de cair novamente. Dê apoio, quando ele sentir vontade de sair e passear e tente dar-lhe o máximo de liberdade.

  • Faça as adaptações necessárias dentro da casa, lembrando-se, entretanto, que o idoso deve sentir-se o mais independente possível. Nunca se lhe deve tolher a mobilidade.
  • Não use produtos de limpeza que deixem o piso escorregadio, como a cera, por exemplo.
  • Não deixe objetos que o idoso possa precisar usar em local de difícil acesso . Boa parte dos acidentes acontecem quando o idoso sobe a uma cadeira ou banco para tentar chegar a objetos colocados fora do seu alcance.

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget