1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Tanta correria, competição, será que vale a pena?

20 de outubro de 2011 6 comentários
A postagem abaixo, me levou à refletir, como a vida moderna, muitas vezes, faz com que o preço que tenhamos que pagar por conforto, praticidade e tecnologia, seja o comprometimento da nossa saúde.

Quantas doenças estão aparecendo, físicas e emocionais, quantas dependências estão aumentando, do chocólotra ao internet dependente, TOC, Bulimia, Anorexia até na maturidade, hipertensão arterial assumindo números assustadores nas crianças e nos adultos.

 No último século, acompanhamos os cientistas preocupados com várias doenças e algumas aumentaram tanto que hoje temos o Dia Mundial ou Dia Nacional de Combate para alertar sobre algumas doenças. Hoje, por exemplo, é o dia Mundial para alertar, informar e prevenir a Osteoporose.

A correria, a competição o excesso de vaidade, acarreta stress que é responsável por tantas doenças. Talvez esteja na hora de repensarmos nossos hábitos, nossa postura diante da vida e das pessoas.

Quer saber mais sobre a Osteoporose? Clica aqui.

Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

6 comentários:

Tati Pastorello disse...

Oi Silvia, eu repenso, sabe, e adoraria reduzir o ritmo, fazer mais o que eu gosto e menos o que eu TENHO que fazer, mas não consegui ainda não. E não é que eu não tente, mas quando faço sou tão cobrada... Manter-se hoje nos consome quase todo o dia e nunca sobra muito tempo para viver realmente. Isso me deixa bem frustrada, tenho que confessar. Ainda busco um caminho para mudar, estou procurando! Tomara que você encontre também, e que a cada dia mais gente descubra que enquanto se empenha em "produzir mais riquezas pelo país", deixa sua vida escorrer por entre os dedos...
Ufa, virou desabafo... foi mal! hehe
Beijos.

Adir disse...

O pior é que a competição já consta das matérias dos curriculuns escolares.Haja vista o grande número de compromissos fora da escola para as crianças antes mesmo da adolescência. Também consta no meio social quando a mãe de primeira viagem que, nem sequer emprego tem, joga numa creche o filho com menos de um ano de idade, só porque as amigas versam seus papos sobre creches.
Vamos ver onde isso vai parar! Mas é muito bom para refletirmos.
abraços, amiga,
Adir (quero que você leia)

Beth/Lilás disse...

Silvia,
Isso me fez lembrar aquela musiquinha dos Titãs: "Epitáfio" ...Devia ter amado mais
Ter chorado mais
Ter visto o sol nascer
Devia ter arriscado mais
E até errado mais
Ter feito o que eu queria fazer..."

A vida está passando muito rápida, tantas coisas para resolvermos, tanto tempo desperdiçado com coisas materiais, sei não, precisamos nos religar à vida, às coisas simples que nos fazem felizes.
Ainda bem que a tempestade para você já passou, agora, aproveita, relaxe e viva!
bjs cariocas

Milton T disse...

As pessoas, hoje em dia, são totalmente "ter" e consequentemente a competição, correria e frustacões aumentam, dando chance para as doenças oportunistas

Uma freada vale a pena

Bj

welze disse...

realmente parece que lá longe no tempo, as coisas eram mais simples, fáceis e menos angustiantes. sei lá, pode ser impressão, mas me parece assim.

Lola disse...

Até onde vamos chegar? Qual "o preço" que as pessoas aceitarão pagar pelo capitalismo? Já reparou como câncer tá "virando moda"? Acho que todos terão, é apenas uma questão de quando... INFELIZMENTE!

Beijo e muita saúde...

Ocorreu um erro neste gadget