1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Alouuuuuuuu lojistas

14 de outubro de 2010 5 comentários
Recentemente acompanhei meus pais à um Shopping na zona sul de São Paulo para compras de vestuário, e algo me chamou a atenção: o desconforto por qual passam os idosos, para provarem uma roupa, gerando estress neles e em quem os acompanha.

Os provadores não tem ventilação suficiente para um dia quente, não possuem apoio de mão, considere que os idosos, nem sempre conseguem vestir-se em pé e os provadores não possuem um lugar para que eles possam vestir-se sentado, um cadeira ou até mesmo um banquinho dobrável.
Ou seja, cadeirantes e pessoas que tenham mobilidade reduzida, deverão perder o prazer de ir às compras? Esse ítem passou a ser um pré-requisito para as compras dos meus pais e são pouquíssimas lojas que dispõe desse "conforto".

Alouuuuuuuuu lojistas, para se livrarem do desconforto de terem que experimentar outras peças, eles acabam comprando menos, podem comprar o que não gostaram e todo mundo sai perdendo.

Como números abaixo, os senhores lojistas, devem concordar que o poder de compra nesse seguimento existe, que tal dar uma melhoradinha no atendimento à eles? Aqui em São Paulo, eu desconheço se a lei existe, mas se há, é desrespeitada. Campinas, no interior de São Paulo, está  propondo e tentando aprovar:

A Câmara Municipal de Campinas aprovou por unanimidade, na noite de quarta (26), lei do vereador Francisco Sellin (PDT) que obriga lojas que vendem roupas a disponibilizar provador adaptado para pessoas com deficiência física e mobilidade reduzida. Originalmente, o projeto seria analisado na segunda, mas houve adiamento em virtude de falta de quórum. 
“Se muitas vezes já é difícil experimentar uma peça de vestuário nos provadores apertados, imagine o problema que é para os cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida. A medida visa eliminar barreiras físicas, possibilitando o acesso democrático e de forma autônoma aos serviços oferecidos pelos estabelecimentos comerciais”, afirma Sellin.


De acordo com o documento, as lojas terão que ter pelo menos um provador adaptado, e terão 180 dias para se adequarem a lei após sua publicação. Caso não cumpram a legislação, os estabelecimentos recebem advertência e multa.

O BRASIL TEM 20 MILHÕES DE IDOSOS

Com os atuais recursos sanitários e de prevenção, a qualidade de vida vem melhorando, mesmo em países como o Brasil, onde a estimativa de vida até há algum tempo era bem inferior a dos países desenvolvidos. Recente pesquisa divulgada pelo IBGE mostra que hoje, apesar de ainda estarmos longe de países como o Japão, esta estimativa já está em 71,3 anos e que a população de idosos subiu 47,8% nos últimos 10 anos.

Atualmente com 20 milhões de idosos, o Brasil, juntamente com a Rússia, Índia, China e África do Sul, já responde por 40,6% da população mundial de idosos, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU).

De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde) existem quatro estágios de envelhecimento:

  • meia idade (45 a 59 anos),  
  • idoso/idosa (60 a 74 anos),  
  • ancião/anciã (75 a 90 anos)  
  • e velhice extrema- 90 anos em diante.

 

Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

5 comentários:

Heloísa disse...

Silvia,
Ótimo post.
Também tive oportunidade de vivenciar essas dificuldades, quando acompanhava minha mãe nas compras.
De repente, com sua licença, aproveito seu tema para falar algo no meu blog, pois de vez em quando coloco algo sobre os idosos (que é onde me enquadro).
Por falar nisso, meu último post é sobre " Velhice e mimos". Apareça para palpitar.
Beijo.

Dora Regina disse...

Silvia, as dificuldades não são só para os idosos, eu muitas vezes me limito e provar uma roupa por causa do desconforto dos provadores, se para nós já é desconfortante, imagine para os idosos.
Um grande abraço! Bom fim de semana!

Beth/Lilás disse...

Silvia, querida!
Que excelente postagem esta!
Realmente, se até pra nós mais novos tem dificuldades nessas cabines de troca de roupas, imagino para os mais velhos, pessoas que precisam de mais conforto para trocar uma roupa.
Tomara que essa lei seja aprovada não só aí, mas em todo o Brasil!
Adorei!
bjs cariocas

welze disse...

MAIS QUE OPORTUNO, dessa vez, foi um achado essa postagem. se superou, minha linda.

Iolanda disse...

Muito conveniente o assunto abordado. Infelizmente, acontece em todos os lugares, já que não cultivamos o hábito de cuidar dos nossos idosos.Uma lástima! Gde abraço.

Ocorreu um erro neste gadget