1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Vitamina B12 pode ajudar na prevenção do Alzheimer?

13 de dezembro de 2010 1 comentário
Quando temos na família, um caso de uma doença grave e ainda sem cura como o Alzeheimer é natural que a qualquer notícia de cura ou prevenção, a tendência é aderir à qualquer indicação que se fale nas novas descobertas.  O importante porém, é observar que  as vezes mesmo para as comunidades científicas, existem várias interpretações, verificar a credibilidade da fonte, verificar se a pesquisa é conclusiva, conversar com o seu médico ou serviço de saúde, é no mínimo, um ato de bom senso.
Na pesquisa em questão, foram analisadas 271 pessoas com idades entre 65 e 79 anos. Divididos em dois grupos, os idosos foram observados por sete anos e os que consumiram maior quantidade de vitaminas do complexo B, incluindo a B12 e ácido fólico, mostraram maior resistência ou não desenvolveram a doença em comparação ao outro grupo que ficou mais vulnerável.
Em contrapartida à pesquisa, recentemente foi publicado um painel médico dos Institutos Nacionais de Saúde no qual ficou concluído que não existem alimentos ou vitaminas que definitivamente impeçam o desenvolvimento da doença de Alzheimer.
 
Contudo, os especialistas afirmam que uma boa alimentação é o melhor caminho. "Uma dieta saudável continua a ser importante, porém o papel da suplementação vitamínica permanece no campo da incerteza", afirma Dr. Sudha Seshadri, professor associado de neurologia na Universidade de Medicina de Boston e autor de um editorial que acompanha o estudo.
 
Para Maria Carillo, PhD e diretora sênior de relações médicas e científicas na Associação do Alzheimer, é preciso ter cuidado na interpretação das novas descobertas, especialmente dado que os participantes do estudo pouco desenvolveram a doença. "Nós sabemos que a vitamina B12 é um grande colaborador para reduzir os níveis de homocisteína.
A redução destes, em geral, é importante para a saúde cardiovascular e este estudo reforça o nosso conhecimento sobre o seu papel na prevenção do Alzheimer", disse.
Sam Gandy, médico e diretor adjunto do Alzheimer Research Center, na Mount Sinai School of Medicine, em Nova York, afirma que o estudo tem embasamento, todavia ele tem receio que os resultados não se apliquem para pessoas fora da Escandinávia e que eles estimulem os médicos a recomendar injeções de vitamina B12 para os seus pacientes.

 "Ainda não está claro se aumentar a ingestão de vitamina B12 vai ajudar a proteger contra Alzheimer. Uma boa alimentação deve minimizar o risco da doença, mas não podemos dizer que qualquer alimento específico tenha sido comprovado a reduzir esse risco", afirmou. 


















Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

1 comentários:

welze disse...

quando tinha cólicas renais, tudo que ensinavam eu fazia. com um problema tão grave como essa doença, creio que não deve ser diferente. guardados os devidos cuidados, penso que devem ser tentadas todas as alternativas.

Ocorreu um erro neste gadget