1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

E se eles não quiserem fazer fisioterapia?

18 de janeiro de 2012 comente
No post anterior, falei sobre os benefícios que a fisioterapia tem proporcionado aos meus pais, porém sei de idosos que se recusam a fazê-la, o que fazer nessas situações, forçar a barra, acreditando que o idoso não sabe o que é melhor para ele, pois ele não tem autonomia?

É um assunto delicado e complexo essa questão, e não poderia ser discutido, sem termos definido o conceito de AUTONOMIA – uma pessoa é considerada autônoma quando tem as capacidades mentais intactas para administrar sua própria vida, mantendo livre arbítrio. Um idoso, mesmo que dependente fisicamente, pode sim manter sua autonomia, ou seja, tem direito de escolher o que é melhor para si.
Então o que eu, como família/acompanhante, devo fazer?

Para minha mãe, mesmo ela tendo concordado, expliquei todos os benefícios que a fisioterapia traria, e quanto melhoraria a sua vida, falei um pouco do que era fisioterapia, sobre o estudo que o profissional havia feito para formar-se, e se não houve restrição por parte dela, depois dessa explicação, que fiz com uma dramatização bem humorada, ela ficou ansiosa para logo começar.

O fisioterapeuta também quando veio para negociar, também deu uma série de explicações para eles, e a cada exercício, explica objetivo por objetivo, e com isso eles colaboram para que os objetivos sejam alcançados. Ele também afere a pressão arterial de ambos, antes e depois dos exercícios, e é impressionante quando há uma pequena descompensação antes, logo após estão no indicado 12 x 8.
Constantemente, comento com a mamãe sobre o esforço dela, e falo sobre os bons resultados que ela tem alcançado. Hoje em dia de fisioterapia, ela acorda cedo, toma banho, se penteia, se alimenta e fica esperando o Gustavo chegar, e assim que ele se anuncia no interfone, ela corre para passar um batom, adoro isso.

Creio que além do respeito à autonomia, a maneira de falar sobre isso, é bastante individual, quem cuida, sabe como dizer e como explicar de acordo com o grau de compreensão do seu ente querido.
Parabenizo os meus pais, pelo esforço e pelo cuidado que eles se dedicam, e parabenizo o Gustavo, pelo carinho com que trata deles.

Esse é um vídeo de uma sessão de físio deles.
Vejam que não é preciso ter uma academia em casa para melhorar infinitamente a qualidade de vida e de autonomia de locomoção.


Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget