1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

O corpo na menopausa -PorIlana Ramos

12 de novembro de 2011 1 comentário

Conheça e entenda as principais mudanças do corpo após o fim das regras

Para muitas mulheres, a chegadada menopausa é um alerta de que as coisas estão começando a mudar pra valer. Adiminuição dos hormônios pode gerar desconforto para algumas delas, mas não ésó isso que muda no corpo da mulher após o fim das regras. O ideal é acompanharbem esse período junto ao médico e ficar atenta às mudanças, que podeminclusive piorar algumas condições de saúde.

Parar de menstruar é, geralmente,o primeiro indicador que se está entrando na menopausa, especialmente se amulher já passou dos 45 anos. Para a geriatra e especialista emantienvelhecimento e modulação hormonal Jacqueline Serra, "toda mulher temum número pré-determinado de óvulos e eles continuam até o final da vidafértil. Geralmente, cada 'população' destes óvulos se distribui nos dois ovários e quando estes óvulos terminam é o fim do período fértil da mulher, ouseja, a menopausa. A idade depende de cada mulher, mas entre 45 e 55 anos osóvulos começam a diminuir. Ondas de calor, insônia, variações de humor e ciclosmenstruais irregulares são alguns dos sintomas mais frequentes".

Mas as mudanças começam aindaantes da menopausa, no período chamado de climatério. "É nele que acontecea transição do período reprodutivo ou fértil para o não reprodutivo, devido àdiminuição dos hormônios sexuais produzidos pelos ovários. No climatério háperda de progesterona e, na menopausa, de estrogênio. Ele costuma durar entreseis e oito anos, antes e depois da menopausa. Este é um período de grandesvariações. As ondas de calor, alterações de humor e insônia ocorrem peladiminuição dos hormônios circulantes (progesterona e estrogênio). Esteshormônios agem no sistema nervoso central, nos vasos sanguíneos e nos ossos,por exemplo", explica Jacqueline.

Uma das primeiras mudançassentidas pelas mulheres quando entram na menopausa são as alteraçõesurogenitais e perda de libido. Jacqueline diz que "podem ocorreralterações urogenitais causadas pela falta de estrogênio, que levam à atrofiado epitélio vaginal. A vagina também pode sofrer um atrofiamento, perda deelasticidade, além secura vaginal. Na libido, pode ocorrer a falta de interessesexual pelo parceiro e desconforto durante a relação. Outros efeitosindesejáveis ocorrem no nível da uretra e da bexiga, causando dificuldade deesvaziamento da mesma, perda involuntária de urina – ocasionando a chamadasíndrome uretral, caracterizada por episódios recorrentes de aumento dafrequência e ardência urinária, além da sensação de micção iminente".

Além dos sintomas físicos, quepodem ser mais facilmente identificados, existem outros mais silenciosos, masmuito mais importantes de se conhecer. "Nesta fase é muito importante aingestão de cálcio, para auxiliar o fortalecimento dos ossos. Como na menopausaexiste uma tendência ao ganho de peso, acaba se tornando mais fácil o acúmulode gordura nos vasos sanguíneos, que podem gerar graves problemas cardíacos.

Exercício físico e uma dieta balanceada são muito importantes nesta fase. Oideal é procurar um acompanhamento médico e, se necessário, fazer uma reposiçãohormonal, que pode aliviar sintomas e ajuda na prevenção de osteoporose,infarto e atrasa o processo de envelhecimento. Essa mudança é difícil e commuitas ansiedades e o acompanhamento profissional é essencial", conclui aespecialista.



Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

1 comentários:

Beth/Lilás disse...

Oi, amiga!
Pois é, parece o fim de tudo, mas se soubermos nos cuidar, pode ser o contrário, quem sabe o renascer de coisas maravilhosas.
beijinhos cariocas


(viu meu email?)

Ocorreu um erro neste gadget