1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Dia mundial da pessoa idosa.

27 de setembro de 2012 4 comentários
FOTO: Pinterest Kate Angel
No dia primeiro de outubro comemora-se o dia internacional das pessoas idosas, a data foi criada pela ONU (Organização das Nações Unidas) a fim de qualificar a vida dos mais velhos, através da saúde e da integração social.

No Brasil, a comemoração é feita no dia 27 de setembro, dia de São Vicente de Paula, o pai da caridade, tendo sido adotada a partir de 1999, para considerar as dificuldades, direitos e deveres a que estão sujeitos. O surgimento da data foi em razão de uma Assembleia Mundial sobre envelhecimento, realizada em Viena, na Áustria, em 1982.

Pesquisando material para escrever esse post, em páginas locais e fora do Brasil, me deparava o tempo todo, com imagens de velhos sorridentes, corados e ativos, bom seria se a realidade fosse esta, apesar de termos o Estatuto do Idoso, criado em 2003 que em tese  garante que seus direitos sejam respeitados não é bem isso que acontece, o regulamento traz várias disposições como: não ficar em filas; não pagar passagem de ônibus coletivo; descontos em atividades de cultura, esporte e lazer; adquirir medicamentos gratuitos nos postos de saúde; vagas de estacionamento; dentre outras, medidas em respeito à fragilidade em que os mesmos na maioria das vezes se encontram.É comum vermos pessoas colocando idosos em casas de repouso, não porque não possam cuidar, mas para não ter obrigação e cuidados com eles, e com isso acalmando a consciência, mesmo que nãos os visitem. Isso é uma falta de carinho, respeito e de responsabilidade social, pois os direitos dos idosos encontram-se na Constituição do Brasil.

Infelizmente o descumprimento do estatuto, acontece na maioria das vezes, dentro da própria família, aonde não há "fiscal" para observar desrespeito, abandono, constrangimento, humilhações e muitas vezes violência física.
Envelhecer não é um processo fácil, muitas vezes causa depressão, desânimo, pois as pessoas vão sentindo que não tem mais valor para o trabalho, nem para seus entes queridos e familiares.
É preciso que sejam tratados com reverência e consideração, por serem mais velhos e por terem mais experiência de vida, aspectos fundamentais para a sua estabilidade emocional.

E pensando bem, não é preciso que haja leis ou estatutos para uma coisa tão óbvia não? 

As pessoas idosas são aquelas com mais de sessenta e cinco anos, condição esta determinada pela Organização Mundial de Saúde, que os caracteriza como grupo da terceira idade.

abraço
Silvia Masc


Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

4 comentários:

Brechique da Dodoca disse...

Boa tarde, Sil!
Ando com uma dúvida consumindo minhas entranhas: quando é que alguém é considerado idoso? Qual é a idade?
Com a aproximação dos sessenta anos (estou com 58) começo a me perguntar se ao sexagenar passo para a terceira idade e fico idosa. Ou já sou e estou?
Bjsssssssssssssss, quérida!

Silvia Masc disse...

Querida,

Ótima a sua pergunta, até acrescentei na postagem.
As pessoas idosas são aquelas com mais de sessenta e cinco anos, condição esta determinada pela Organização Mundial de Saúde.

Lúcia Soares disse...

Silvia, ainda não "estou" idosa, mas me preparo para isso pois vejo a luta da minha mãe. Aos 87 anos,frágil no corpo, mas forte na mente, perfeitamente lúcida, mas um pouco tolhida pelas limitações da idade. Até os 83 anos ela cuidava de tudo, parte financeira, supermercado, cozinha, etc., mas depois teve que parar mesmo e ressentiu-se disso.
Não é fácil conviver com os muito idosos, muitas vezes é melhor que estejam cercados de profissionais idôneos, em lugares especializados. Eu não faria isso, mas alguns dos meus irmãos acham perfeitamente natural de acontecer. E não porque não a amem, mas realmente ela não se disporia a morar com nenhum dos filhos. Não falo por nós, mas a muita gente que não pode mesmo cuidar dos seus idosos, por conta de trabalho, viagens, filhos, etc.etc. O pior de tudo é deixá-los em um abrigo e não os visitar, não checar como são tratados, etc. Apenas descartá-los de suas vidas. Essa é a parte triste da velhice, junto com a perda da saúde. (ai, sempre me alongo...Desculpa!). Beijo!

Lúcia Soares disse...

Ops! "Não falo por nós, mas a muita gente..." = Não falo por nós mas "há" muita gente...

Ocorreu um erro neste gadget