1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Boas notícias!

29 de novembro de 2012 comente

Tenho o prazer de contar para vocês, que no dia 27 passado, participei do VII Fórum da Longevidade promovido pelo Bradesco Seguros, que reuniu algo em torno de 700 pessoas, aonde se discutiu oportunidades e desafios do envelhecimento no Brasil. O Fórum incluiu além de atrações especiais que contarei logo mais, um Prêmio “Longevidade Histórias de Vida Bradesco Seguros” o qual tive a felicidade de ser premiada em 1º. Lugar pelo texto “Dona Lucille”. A Dona Lucille, já foi assunto do blog, pouco mais de um ano atrás, com o post intitulado Lucille Kern, um exemplo à ser seguido, novamente a Dna. Lucille serviu de exemplo, oportunamente publicarei aqui o texto, ainda não posso fazê-lo, porque cedi os direitos, tão logo seja publicado eu indicarei o link pra vocês.
Senti-me muito honrada com esse prêmio, e grata à todos que torceram por mim, quando eu já estava entre os finalistas, foram inúmeras mensagens de carinhos de amigos e leitores.
Voltando ao Fórum, uma iniciativa pioneira do Bradesco Seguros, já em sua VII edição, me trouxe além do prêmio, a oportunidade de ouvir pessoas que tratam o assunto longevidade com muita seriedade e competência, a oportunidade de ver um show maravilhoso da Bibi Ferreira, cantando lindamente e a oportunidade para mim inimaginável de estar pertinho da atriz Jane Fonda, o evento  reuniu, em São Paulo, cerca de 700 participantes. 
Gostaria de registrar aqui, os meus sinceros agradecimentos ao Bradesco Seguros, e também à toda equipe TV1RPPedro Aguiar, Márcia Pedrosa e a Priscila Lam que foram em todo processo, extremamente atenciosos com Dna. Lucille e comigo.
E agradeço também à todos vocês que mesmo de forma anônima prestigiam o blog, confiam nas informações nele postadas e se valem dele através de e-mail para solicitarem ajuda, o que nos dá muita alegria, principalmente quando temos o retorno de que nossa ajuda foi eficiente.

Silvia Masc 

O VII Fórum da Longevidade Bradesco Seguros reuniu, hoje, cerca de 700 participantes e discutiu os impactos do envelhecimento populacional na economia. Os palestrantes abordaram as mudanças necessárias para aprimorar a qualidade de vida da população com o aumento da expectativa de vida no Brasil e no Mundo. 

O vice-presidente do Conselho de Administração do Banco Bradesco, Antônio Bornia, abriu o evento destacando que hoje o sonho de uma vida centenária com qualidade é real. De acordo com Lúcio Flávio de Oliveira, presidente da Bradesco Vida e Previdência – empresa integrante do Grupo Bradesco Seguros, a participação de especialistas nos fóruns tem crescido de forma quantitativa e qualitativa. “Todos nós somos responsáveis por despertar a discussão sobre a longevidade e fomentar a cultura de investimentos de longo prazo.” 

O palestrante David Bloom, professor de Economia da Universidade de Harvard, defende a necessidade de mudanças estruturais, sociais e políticas para minimizar os impactos do envelhecimento populacional. “Ao mesmo tempo em que a população envelheceu, a renda per capita dobrou, a expectativa de vida aumentou e a educação melhorou. Agora, precisamos retirar o envelhecimento das políticas restritivas. Ajustar o tempo mínimo para aposentadoria é o primeiro passo a ser tomado.” 

Opinião compartilhada pelo palestrante Jorge Félix, mestre em economia com a tese “Economia da Longevidade” e autor do livro “Viver Muito”. O especialista acredita que é possível evitar as visões catastróficas sobre o envelhecimento populacional. No entanto, o Brasil vai precisar enfrentar a discussão sobre a extensão da licença maternidade, horário de trabalho flexível, benefícios do segundo filho, entre outros, para incentivar a fertilidade. “Além disso, é necessário incentivar uma aposentadoria tardia por meio de estímulo por parte das empresas, entorno favorável, acessibilidade nas empresas e transporte público.”

 Todas essas mudanças têm um impacto muito grande na economia brasileira. Em 2012, os idosos devem consumir mais de R$ 400 milhões, o que representa um quinto da renda somada de todos os brasileiros. “O tempo médio de estudo na terceira idade passou de 3,5 anos em 2000 para 4,2 em 2010, e essas pessoas têm utilizado cada vez mais a internet. Além disso, o tempo médio gasto na internet é apenas 40 minutos menor do que o gasto pelos jovens. Resultado disso é um aumento de 200% nas compras online por este público, de 2007 a 2012, frente a um crescimento de 60% no comércio tradicional”, destaca Claudio Felisoni, professor da FIA e especialista em consumo de varejo e bens de consumo. 

Outra transformação na sociedade é a mudança de comportamento das pessoas em relação aos investimentos. Situação enfatizada pela jornalista Mara Luquet, especializada em assessoria e planejamento financeiro, que comentou que até 1994 as pessoas não se preocupavam com investimentos, pois qualquer aplicação era rentável. No entanto, com a queda dos juros os rendimentos também caíram e a diversificação dos investimentos passou a ser pauta cada vez mais constante entre a população.

 Mesmo com tantas mudanças, ainda temos um longo caminho a percorrer em busca de uma sociedade mais preparada para receber os idosos. O gerontologista Alexandre Kalache, consultor do Grupo Bradesco Seguros desde 2006, quando foi realizado o I Fórum da Longevidade, foi um dos mediadores dessa edição e enfatizou a necessidade de prepararmos a sociedade, não para os idosos, mas para todas as idades. “Entre 1950 e 2050 a expectativa de vida da população do Brasil e de outros países vai aumentar mais de 30 anos. Precisamos encontrar uma maneira de aproveitar as oportunidades”, complementou o professor David Bloom.  

Sobre o Grupo Bradesco Seguros 
O Grupo Bradesco Seguros, integrante da Organização Bradesco e líder do mercado de seguros no Brasil, tem atuação multilinha, em âmbito nacional. Até setembro de 2012, seu faturamento atingiu R$ 31,1 bilhões nos segmentos de seguros, capitalização e previdência complementar aberta. Tal valor representou evolução de 17,3% em relação aos R$ 26,5 bilhões totalizados no mesmo período de 2011. Este faturamento mantém o Grupo Segurador na liderança do mercado nacional de prêmios de seguros, rendas de contribuição e receitas de capitalização, com cerca de 25% de market share.

Fonte de informações sobre o evento: Portal Nacional de Seguros


Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget