1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

A importância dos dentes na 3a. idade Dr.Agnaldo Bastos

28 de outubro de 2013 comente
Dr. Agnaldo Bastos
CRO-SP
26869
Com a constatação do aumento da expectativa de vida divulgadas inclusive nesta página, torna-se muito importante termos a atenção voltada para os cuidados com os dentes na terceira idade.

Todos sabemos que a principal função dos dentes é a de mastigar. A maioria dos idosos tem deficiências nesse aspecto, seja por falta de elementos dentais ou por uso de próteses inadequadas do ponto de vista funcional, causando uma perda da capacidade de mastigação e de absorção de nutrientes, além de dificuldades digestivas devido a ingestão de alimentos praticamente inteiros ou então cozidos em excesso para ficarem macios, o que causa a desnaturação de proteínas e perda das qualidades nutricionais.

Outra função importante dos dentes é a fonação, esta é prejudicada pelos mesmos motivos citados anteriormente. O idoso, por insegurança com suas próteses soltas, passa a falar mais baixo e alguns fonemas são muito prejudicados por espaços por onde o ar escapa.

A falta de dentes ou próteses antigas com desgaste excessivo ocasionam a perda de altura no terço inferior da face, as articulações da mandíbula e a posição do pescoço são prejudicadas gerando até mesmo posturas corporais inadequadas que levam a dores musculares em todo o corpo. Um dente mais alto em um dos lados, por exemplo, pode provocar a inclinação do pescoço para compensar, isto muda a altura do ombro e pode dar reflexos até nos quadris e membros inferiores. O queixo projetado para a frente em função da perda de altura provoca dores cervicais em algumas pessoas.

Sabe-se em Odontologia que os dentes tornam-se mais resistentes às cáries com o passar dos anos e que nas idades mais avançadas perde-se mais dentes por problemas de gengiva do que por cárie. Desta forma, no cuidado com a higiene bucal deve-se ter especial atenção com o uso do fio dental que diferentemente do que muitas pessoas pensam não serve apenas para tirar resíduos de alimentos presos entre os dentes, mas principalmente, para o polimento dos dentes na áreas onde a escova não alcança.

Uma dica que eu dou aos meus pacientes é, passar o fio dental ao redor dos dentes como se fosse um engraxate lustrando um sapato, isto é, abraçando o dente e alisando várias vezes desde a ponta até o limite da gengiva penetrando suavemente no vão que há entre dente e gengiva, o chamado sulco gengival.

É importante lembrar de limpar a língua que prende em suas rugosidades bactérias que causam o mau hálito e devem ser removidas. Há estudos científicos que mostram que 70% dos casos de mau hálito melhoram com a simples escovação da língua e o uso adequado de fio dental.

Os cuidados com a escovação que deve ser adaptada em função da idade e do fato das gengivas estarem mais retraídas também é importante. Alguns idosos com dificuldades motoras precisam de adaptar o cabo da escova para melhorar a empunhadura e podem lançar mão também de suportes de fio dental que facilitam o seu uso. O seu dentista deverá orientá-lo nesse aspecto.

As próteses devem ser cuidadas com produtos especiais para a limpeza encontrados em farmácias, pois elas retém muitos resíduos e bactérias.

É muito importante que as pessoas procurem preservar e cuidar de seus dentes pois, agora viverão mais tempo com eles, e com o aumento da qualidade de vida na terceira idade, terão mais motivos para sorrir.

Sinta-se em casa e deixe seu comentário.
Sinta-se em casa e deixe seu comentário.
Sinta-se em casa e deixe seu comentário.


0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget