1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Cuidar da saúde na idade adulta, 35 anos de idade

31 de agosto de 2010 4 comentários
Já está claro na cabeça da maioria das pessoas que a criança tem de tomar todas as vacinas necessárias nos primeiros meses e anos de vida e que os idosos precisam fazer determinados exames periodicamente. Porém, na fase adulta, (a partir de 35 anos de idade) sempre fica a dúvida: quais procedimentos são necessários para quem não tem qualquer histórico de doenças crônicas na família? Devemos procurar um médico apenas quando estamos doentes ou existem rotinas anuais que devem ser seguidas?

O clínico-geral do Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Niasi Ramos Filho, afirma que o ideal é procurar um especialista em clínica médica antes de consultar com profissionais de áreas específicas. “Ele não é generalista e é capacitado para ver o paciente por inteiro e pedir os exames necessários. É uma espécie de ‘Dr. House’[médico da série americana criada por David Shore]”.

Porém, antes de fazer uma montoeira de exames, o melhor, diz o médico, é pedir investigação quando existe algum indício de problema. “Se a pessoa tem febre sem nenhum outro sintoma por uma semana, é ideal fazer um exame de sangue. Mas fazer apenas por fazer, na maioria das vezes, é desnecessário”. Confira os procedimentos e atitudes sem “neuras” que beneficiam a saúde e previnem doenças:

Coração - Os cuidados com o coração, segundo o cardiologista Costantino Costantini, devem começar na infância. “Tem que levar o filho para fazer esporte, ensinar que não pode tomar tanto refrigerante. Os reflexos vêm depois. Cada vez mais recebemos pessoas na faixa dos 35 anos, fase mais produtiva da vida, que têm doenças que geralmente são de idosos”.

Se existe histórico familiar, a investigação cardiológica deve começar cedo, antes dos 20 anos. Segundo o cardiologista Walmor Lemke, cada médico define os exames necessários. Pessoas sem fator de risco podem procurar o cardiologista só depois dos 40 anos. “Não existe um padrão, cada caso é investigado de uma forma”. Além das dosagens de colesterol (que deve ser o mais baixo possível), eletrocardiograma e ecocardiografia são recorrentes.

Costantini salienta que o tabagismo deve ser combatido e deve-se beber apenas socialmente. “E socialmente é uma taça de vinho, não uma garrafa”. O cardiologista recomenda também, além do esporte e da boa alimentação, dormir o tempo necessário e, se possível, tirar um cochilo de 40 minutos depois do almoço. “Quem dorme esse tempo parece que acordou de novo e leva o dia muito melhor. No mais, divirta-se bastante”.

Vacinas - Quem não tomou vacinas contra catapora, hepatites A e B e a tríplice viral (que combate o sarampo, a caxumba e a rubéola) deve fazer isso na fase adulta. “Quem já teve algumas das três doenças da tríplice viral não tem necessidade de se vacinar, a própria doença já imuniza”, diz a coordenadora da clínica Cevacine, Isabel Mioto. Ela lembra que a dose para tríplice bacteriana (difteria, tétano e coqueluche) e contra a febre amarela devem ser reforçadas a cada 10 anos. Outra vacina que deve ser realizada na idade adulta, caso não tenho sido feita na infância, é para meningite bacteriana. “O número de adultos não vacinados é bastante alto. Com o clima frio de Curitiba, é recomendável”, diz a coordenadora. Para mulheres, a vacina de HPV quadrivalente ajuda na prevenção de cânceres como o de colo do útero, vagina, vulva e verrugas genitais.

Exames - A partir dos 30 anos, os exames que devem ser feitos periodicamente são hemograma, dosagem da glicose, creatinina, colesterol, triglicerídeos e ácido úrico. Porém, se a pessoa tem histórico familiar de doenças do coração, diabete e colesterol alto deve fazer a investigação com o acompanhamento de um médico, que avalia quais são os exames necessários. “Dificilmente existem pacientes com colesterol alto antes dos 30 anos, por isso é a idade ideal para começar a investigação”, afirma o clínico-geral e gastroenterologista Paulo Roberto Sbaraini.

Segundo o médico, a mulher deve fazer exame ginecológico anualmente assim que inicia a vida sexual e o homem deve realizar exame de próstata após os 45 anos – seja o de toque retal, ecografia ou medição dos níveis de PSA (antígeno prostático). Depois dos 45 anos, homens e mulheres necessitam fazer densitometria óssea, já que têm mais chances de ter osteoporose. Acima dos 50 anos, devem fazer colonoscopia, para prevenção do câncer de cólon. “Se não tiver nenhuma lesão, é ideal repetir depois de dois anos”, explica Sbaraini. Fumantes, mesmo jovens, precisam fazer raio-X do tórax. “Tudo é avaliado caso a caso, não há regra específica para todos os pacientes”, diz o médico.

Alimentação - A regra é simples, mas difícil de seguir. Para prevenir o aparecimento de doenças é preciso ter uma alimentação rica em frutas, verduras e grãos integrais e pobre em carne vermelha, gorduras trans e saturadas, alimentos industrializados e com farinha branca. “Doenças crônicas como diabete, obesidade, hipertensão e câncer são as principais causas de morte, já pode ser considerado um problema de saúde pública”, diz a nutricionista Gabriela Pimentel.

A porção ideal por dia de frutas e verduras é de três cada, carnes vermelhas devem ser consumidas somente duas vezes na semana e o sal deve ser diminuído. “Processe no liquidificador sal e ervas desidratadas, a quantidade é bastante reduzida e o sabor é maior”, ensina Gabriela. Procure comer a cada três horas e faça lanches entre as refeições (com alimentos como castanhas, frutas secas, barrinhas de cereal e de frutas). Vale lembrar ainda que a prática de exercícios físicos, pelo menos três vezes por semana, também é fundamental. “Tem de ser um exercício prazeroso e que a pessoa goste de fazer”, salienta o médico Paulo Roberto Sbaraini.


Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

4 comentários:

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Cuidados que nunca é demais... ;)

Saudades de cá...

Bjs!!!

Espiando o "Tô Doida - vejo flores em você"

Nilce disse...

Oi, Sílvia

Cuidar da saúde desde cedo é muito importante.
Dicas sensacionais tenho lido diariamente aqui. Obrigada!

Bjs no coração!

Nilce

Néia (Dulci) disse...

A verdade é essa mesmo, cuidamos das imunizações enquanto crianças e com o tratamento curativo na terceira idade quando as doenças se manifestam com mais agressividade. E na meia idade achamos que estamos livres de todo mal, o que é totalmente errôneo.
Excelentes suas dicas.

Leci Irene disse...

Silvia, sei lá pq..mas está na época de fazer meus exames... e eu já fico com preguiça! hehehe... Tenho lá a impressão que muitas pessoas são assim - não cuidam da saúde por pura preguiça! - ou falta de responsabilidade para consigo!

Ocorreu um erro neste gadget