1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Preparando um ente querido para ser cuidado - por Silvia Masc

24 de junho de 2013 comente
Tomar decisões eficazes sobre os cuidados de um ente querido, muitas vezes leva mais tempo do que o esperado e requer uma compreensão do sistema de cuidados à longo prazo. Mas uma abordagem pró-ativa pode render melhores opções quando chegar a hora e pode evitar uma emergência familiar, diz Jody Gastfriend.
Sugestões:

Falar cedo e frequentemente.
Entender as preferências de seus pais à medida que envelhecem. 
Não faça suposições sobre o tipo de cuidado que podem ou não aceitar.
Ao invés de começar com uma advertência (por exemplo, "Você tem que ..."), levar com uma declaração enfática, como: "Eu estou preocupado com você porque ... Se você continuar a viver sozinho, você pode cair e quebrar o quadril ".

Saiba mais sobre os diferentes tipos de cuidado e opções de pagamento.

Esteja preparado.
Perceba que a resistência é comum, tente primeiro sugerindo um cuidador, uma vez por semana para que eles se sintam confortáveis.

Seja proativo sobre cuidar.
Definir o cenário para aproveitar o tempo precioso para estar apenas juntos.  Chega sempre uma determinada idade, que os seus pais precisam de ajuda. Algum dia, você pode ser confortado em saber que, como resultado de planejar o futuro, você será mais capaz de prestar o melhor atendimento possível e entrar nessa jornada com mais sabedoria.


E lembre-se, cuidar de si mesmo em primeiro lugar.
Tão simples como parece, muitos cuidadores familiares, pulam esses passos importantes e se complicam. Você não pode cuidar dos outros se você negligenciar suas próprias necessidades. Negligenciando a si mesmo é a maneira mais rápida de desgaste o que leva a culpa - o que leva a mais negligenciar a si mesmo, tornando um círculo cada vez mais desgastante.


Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget