1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

Perambulação na doença de Alzheimer: por que acorre e como agir? (parte 1 de 2)

15 de julho de 2013 comente
 são agravados por um sem estímulos, pobre  e pela incapacidade do pessoa de lidar com o estresse. Ao aprender como fazer as mudanças no ambiente, você pode aumentar a qualidade de vida tanto para o paciente quanto para si mesmo. 
A) Identificar as causas dos problemas de comportamento da pessoa com Alzheimer 

O “comportamento problema” é muitas vezes uma forma do paciente de Alzheimer tentar se comunicar com você. A progressão da doença significa que eles podem não ser capazes de se comunicar verbalmente, mas eles ainda estão emocionalmente conscientes e permanecerão assim, muitas vezes, até o fim da vida. 

Em muitos casos, o comportamento do paciente é uma reação a um ambiente desconfortável ou estressante. Se você pode estabelecer o motivo do paciente estar estressado ou o que está provocando o seu desconforto, você é capaz de resolver o problema de comportamento com maior facilidade. Lembre-se, a pessoa com demência não está sendo deliberadamente difícil. Seu senso de realidade pode ser diferente do seu. 

Algumas maneiras para ajudar a identificar as causas dos problemas de comportamento: 

- Tente colocar-se no lugar da pessoa. Olhe para a linguagem corporal e imagine como eles poderiam estar se sentindo e o que eles podem estar tentando expressar. Pergunte a si mesmo o que aconteceu pouco antes do comportamento problema começar. 

- Alguma coisa acionou o comportamento? 

- Existe alguma necessidades do paciente a satisfeita? (fome, por exemplo) 

- Será que mudar o ambiente ou a atmosfera ajudariam a confortar a pessoa? (ela presenciou algo desagradável ou o ambiente está quente, frio…) 

- Como você reagiu ao comportamento problema? A sua reação ajudar a acalmar o paciente ou o fez tornar o comportamento pior? 

Causas do Problema Comportamento 

B) Criar um ambiente calmo e relaxante 

Como cuidador, você não é capaz de controlar a pessoa que você está cuidando. No entanto, você pode controlar o ambiente e a atmosfera que você cria enquanto cuida. Estes fatores desempenham um papel importante ao ajudar um doente de Alzheimer se sentir calmo e seguro. 

- Modifique o ambiente para reduzir as potenciais causas que podem criar agitação e desorientação na pessoa com Alzheimer. Estes incluem ruídos altos ou não identificáveis, iluminação sombria, espelhos ou outras superfícies refletoras, cores berrantes ou altamente contrastantes e papel de parede estampados. 

- Mantenha a calma!! Ficar ansioso ou preocupado em resposta a problemas de comportamento pode aumentar o estresse ou agitação do paciente. Responda à emoção que foi comunicada pelo comportamento, e não o próprio comportamento. Tente manter-se flexível, paciente e relaxado. Lembre-se, o paciente está respondendo ao seu tom de voz e linguagem corporal mais do que o conteúdo do que você está dizendo. 

C) Gerenciar o stress em um doente de Alzheimer 

Diferentes técnicas de redução de estresse funcionam melhor para alguns pacientes de Alzheimer do que para outros, então você pode precisar experimentar para encontrar os que melhor ajudam no seu caso. 

O exercício é um dos melhores apaziguadores de estresse tanto para o paciente com Alzheimer quanto o cuidador. Consulte o médico do seu paciente e certifique de que eles são seguros para participar de exercícios leves. Caminhada regular, movimento ou exercícios sentados podem ter um efeito positivo em muitos problemas de comportamento, tais como agressividade e dificuldade em dormir. Shopping centers podem ser bons ambientes para caminhada a pé (especialmente, se você mora em um lugar que o clima não ajuda para caminhadas). Ou ainda, você pode até considerar a cantar e dançar. 

Atividades simples podem ser uma maneira para o paciente se reconectar com sua vida anterior. Alguém que gostava de cozinhar, por exemplo, pode ainda obter prazer na simples tarefa de lavar legumes para o jantar. Procure envolver a pessoa em tantas atividades diárias produtivas o quanto for possível. Ajudar na lavanderia, regar plantas ou ir para um passeio podem ajudar a gerir o stress. 

Use música calma ou jogue o jogo favorito da pessoa enquanto toca a música favorita como maneiras de relaxá-los quando agitados. A música também pode ajudar a aliviar a pessoa durante as refeições e os horários de banho, tornando os processos mais fáceis para o paciente e o cuidador. 

Interagir com outras pessoas é importante. Enquanto grandes grupos de estranhos pode aumentar os níveis de estresse para um doente de Alzheimer, passar o tempo com pessoas diferentes (preferencialmente de um-em-um ou em grupos pequenos) pode ajudar a aumentar a atividade física e social. 

Animais de estimação podem fornecer uma fonte de comunicação positiva, não-verbal. A interação lúdica e o toque suave de um animal bem treinado e dócil podem ajudar a aliviar um doente de Alzheimer e diminuir o comportamento agressivo. Se você não tem um animal de sua preferência, procure lugares que oferecem esse serviço.

Tradução e Adaptação: Silvia Masc
Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget